Há nove jogos sem vencer na temporada e afundado na zona de rebaixamento no Brasileirão, o Athletico vive, inegavelmente, seu pior momento nos últimos anos.

O cenário, que ficou ainda mais complicado após a derrota para o Flamengo no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, tem ao menos um alento, na visão do meia Léo Cittadini. Para o camisa 18, o time tem dado mostras de que pode se recuperar, a julgar pelo bom segundo tempo contra os cariocas.

“Não foi o suficiente pra vencer ou pelo menos empatar, mas essa dedicação, esforço é o que temos de mostrar daqui em diante para que possamos sair dessa situação que esta nos incomodando muito no Brasileiro”, disse ele.

“O espírito e a garra que mostramos é o que temos de tirar de positivo para a sequência da temporada”, completou.

De acordo com Cittadini, a falta de gols tem incomodado o elenco e atrapalhado ainda mais na execução das finalizações. No Brasileirão, o Furacão tem apenas 13 gols em 17 jogos – o pior ataque do campeonato.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

“Não estamos conseguindo fazer os gols e, consequentemente, as vitórias não estão vindo. A gente precisa caprichar mais um pouco na finalização. Mas o grupo é muito unido, tem consciência da fase e, pode ter certeza, vamos nos dedicar todos os dias para tirar o Athletico dessa situação”, afirmou o meia, que ainda acredita na vaga nas quartas de final.

“Enquanto houver chance vamos nos dedicar para passar de fase e surpreender novamente”, concluiu.

+ Mais do Furacão:

+ “Nosso torcedor está cansado de desculpa”, desabafa Nikão após derrota do Athletico
+ Paulo Autuori assume responsabilidade por resultados no Athletico
+ Petraglia troca presidência do Athletico por cargo remunerado


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?