Decisivo pra vitória do Athletico por 1×0 em cima do Peñarol, do Uruguai, o meia-atacante Nikão mostrou o quanto é fundamental para o time. Nesta terça-feira (3), na Arena da Baixada, o Furacão venceu na estreia na Libertadores e o gol saiu graças à qualidade do camisa 11, que depois de bela jogada individual pela direita, passou para Bissoli na área que, de letra, balançou as redes.

Após o desmanche do vitorioso Rubro-Negro de 2019, com as saídas de jogadores importantes, como os atacantes Marco Ruben e Rony, o zagueiro Léo Pereira e o volante Bruno Guimarães, a presença de Nikão no time de Dorival Júnior se tornou necessária.

Mesmo com um grupo remontado, ainda se encontrando como equipe, o meia-atacante foi um dos pontos fortes do elenco no primeiro compromisso “pra valer” do ano.

+ Cristian Toledo: é sempre melhor ter um centroavante

O atleta de 27 anos buscou o jogo a todo momento, articulou jogadas e abasteceu o ataque. Aos 30 minutos do segundo tempo, ele “dançou” na frente do marcador, se livrou do oponente e cruzou na área para que Guilherme Bissoli empurrasse para o fundo das redes. A estreia vitoriosa do Furacão passou diretamente pelos pés do jogador, que poderia ter sido mais um a deixar o CT do Caju.

Nikão comemora com Bissoli. Meia esteve perto de sair, mas ficou e fez a alegria da torcida na Arena. Foto: Gabriel Rosa/Foto Digital/Tribuna do Paraná

Nos últimos dias, Nikão foi procurado pelo Corinthians de Tiago Nunes. No entanto, o presidente do Furacão, Mario Celso Petraglia, barrou o negócio. Grêmio e Internacional também sondaram o atleta, que, por enquanto, segue vestindo a camisa atleticana.

“Eu sempre deixei claro que eu trabalho aqui. Nunca escondi aquilo que eu queria para os diretores do Athletico. O futuro a Deus pertence. Mas aqui é minha casa. Enquanto eu estiver aqui, vou fazer sempre o meu melhor. Se as equipes vieram atrás de mim é porque o Athletico me deu a oportunidade”, disse ele, em entrevista à Fox Sports ao final da partida.

Desde 2015 no Athletico, Nikão participou ativamente de muitos momentos importantes do time, entre eles, as conquista da Sul-Americana em 2018 e da Copa do Brasil em 2019. No total, são 228 jogos e 31 gols pelo Rubro-Negro.