O meia Ravanelli quer brigar para se fixar de vez no time do Athletico. Com apenas 15 pontos no Brasileirão, o Furacão está na 15ª colocação e precisa reagir urgentemente. Uma opção para tentar melhorar o fraco setor ofensivo pode ser o jogador, que ainda não teve oportunidade entre os titulares, mas vem fazendo boas partidas quando acionado. 

“Está cada um lutando por seu espaço, eu estou lutando pelo meu”, disse ele, em entrevista coletiva após a derrota por 2×1 para o Internacional, no último domingo (11).

O Rubro-Negro tem 11 gols em 14 jogos e é dono do segundo pior ataque. Contra o Colorado, o meia entrou no segundo tempo e acertou uma bola na trave após cobrança de falta.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

Ravanelli, tem 23 anos e soma sete partidas pelo Athletico, sendo seis pelo Campeonato Brasileiro e um pela Libertadores. Em todas as oportunidades, entrou já na segunda etapa. São 109 minutos em campo com a camisa atleticana.

O jogador, que marcou um gol no empate em 1×1 diante do Botafogo, pela nona rodada do Brasileirão, conta com uma forte concorrência no setor: Léo Cittadini, Fernando Canesin, Nikão, Carlos Eduardo e Geuvânio. A disputa não intimida o atleta.

“Quando eu tiver a oportunidade de entrar nem que seja por cinco, dez ou 30 minutos eu vou dar meu máximo”, finalizou.

+ Mais do Furacão:

+ Barros valoriza atuação do Athletico, mas admite: “Faltou competência”
+ Cristian Toledo: Furacão regrediu no Campeonato Brasileiro


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?