Destaque do Athletico nos últimos anos, especialmente nas conquistas recentes da Copa Sul-Americana e da Copa do Brasil, o goleiro Santos está vivendo um momento especial na sua carreira. Foi convocado recentemente para defender a seleção brasileira nos amistosos contra Senegal e Nigéria, em Singapura, nos dias 10 e 13 de outubro, e deve fazer seu último jogo pelo Furacão antes de se apresentar ao técnico Tite neste sábado (5), diante do Bahia, em Salvador.

“Estou muito feliz. É um momento especial e que trabalhei muito para que viesse a acontecer. Esse momento chegou e vou procurar mostrar meu trabalho lá. Feliz pela oportunidade de representar meu país”, afirmou o goleiro atleticano.

Pela primeira vez na seleção, Santos vai reencontrar um velho conhecido. Weverton, atualmente no Palmeiras, foi companheiro de clube do camisa 1 atleticano e também foi convocado para esses dois amistosos.

“Estou bem feliz. É realmente um momento diferente, especial. Muito feliz por reencontrar ele nessa posição. É um cara que tenho carinho e admiração grande. É um profissional exemplar e, como falei, vai ser muito bom, um momento especial e poder compartilhar com ele algo especial na minha vida e na minha carreira. Estivemos muito tempo aqui juntos e agora dividir esse momento será bacana”, declarou.

Entre 2012 e 2017, Santos e Weverton brigaram pela posição de titular no Furacão. Agora, voltam a se encontrar em uma disputa sadia. Foto: Antonio More
Entre 2012 e 2017, Santos e Weverton brigaram pela posição de titular no Furacão. Agora, voltam a se encontrar em uma disputa sadia. Foto: Antonio More

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

Além de Santos e Weverton, Ederson, do Manchester City, da Inglaterra, também completa o trio de goleiros para esses dois amistosos. O arqueiro rubro-negro comentou sobre esses dois jogos e, sobretudo por ser em Singapura, país diferente e que ele afirmou que jamais imaginaria conhecer.

“Vai ser especial, mas dessa forma com certeza é muito bom poder estar vestindo a camisa da seleção. Esperamos fazer um bom trabalho lá junto com todo grupo e deixar nosso nome marcado para, na próxima, a gente ser lembrado de novo. Só com um ótimo trabalho isso pode acontecer”, concluiu.

Leia mais:

+ Tiago Nunes quer Furacão com a pontaria mais calibrada
+ Athletico encerrou jejum de mais de um ano contra a Chape