Talvez não tenha sido o público que ele merecia (11.087 torcedores presentes), mas o maior ídolo e artilheiro da história do Athletico, Barcímio Sicupira, foi homenageado na noite de domingo (12), na Arena da Baixada, antes do duelo com o Bahia pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Com os braços erguidos ao céu, o craque da camisa 8, como é conhecido entre os rubro-negros, fez sobretudo os torcedores da velha geração voltarem ao tempo, e foi aplaudido de pé pelo público presente no Caldeirão.

+ O jogo: Veja como o Furacão derrotou o Bahia

Sicupira completou 75 anos na última sexta-feira (10) e viveu uma semana intensa. O atualmente comentarista da rádio Banda B esteve presente como torcedor na Bombonera – foi um dos dois mil atleticanos presentes no duelo contra o Boca Juniors, pela Copa Libertadores da América. A torcida, inclusive, cantou parabéns para o maior ídolo do Furacão depois da meia-noite, ainda no estádio do time argentino, um dos grandes templos do futebol mundial.

+ Mais homenagens: Confira as matérias especiais da Tribuna sobre Sicupira

As homenagens à Sicupira foram organizadas pela diretoria do Athletico. Das mãos do vice-presidente do clube, Márcio Lara, o ídolo recebeu uma placa pelo seu aniversário de 75 anos. Com os braços levantados, o ídolo rubro-negro agradeceu e foi ovacionado pelo público presente na Arena da Baixada.

Até quem não viu Sicupira jogar ostentou o bigodão. Foto: Hedeson Alves
Até quem não viu Sicupira jogar ostentou o bigodão. Foto: Hedeson Alves

O público presente no Joaquim Américo, inclusive, também deu seu jeito de homenagear o maior ídolo da história do Athletico. Grande parte dos torcedores que foram ao Caldeirão colocou um bigode, que é a marca registrada de Sicupira desde os tempos em que brilhou com a camisa do Furacão e ajudou o time atleticano em grandes conquistas na sua história quase centenária.

+ Complicação: Thiago Heleno e Camacho são pegos em exame antidoping na Libertadores

As homenagens à Sicupira não pararam por aí. Ainda antes de a bola rolar, um vídeo contando um pouco da história do craque da camisa 8 e com um depoimento do ídolo atleticano foi passado ao público presente. Ao agradecer a homenagem, Barcímio Sicupira fez um pedido: “Vai pra cima Athletico. Vamos ganhar”.

+ Confira a tabela completa e a classificação do Campeonato Brasileiro!

E foi o que o time fez. Em campo, o Furacão sufocou o Bahia. Aos 8 minutos, mais uma homenagem. Em alusão a camisa 8 que vestiu Sicupira nos anos em que defendeu o Furacão, a imagem do ídolo apareceu no telão e os torcedores atleticanos presentes, em coro, gritaram: “Ah, é Sicupira”. Justiça e homenagem feitas em vida para o maior ídolo da história rubro-negra.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!