Lançado no último dia 14 de março, o Furacão Play — serviço de streaming do Athletico — é uma maneira de o torcedor tentar matar a saudade do clube durante o período de isolamento. Mas, infelizmente, a paralisação do futebol nacional por causa do coronavírus também “mata” temporariamente o principal atrativo da primeira plataforma do tipo no país.

A única partida (até aqui) transmitida ao vivo pelo Furacão Play foi o clássico com o Coritiba, no Couto Pereira, pela última rodada da primeira fase do Paranaense. O serviço de assinatura over-the-top (OTT), como Netflix ou Amazon Prime Video, promete mostrar pelo menos 30 jogos anuais do Rubro-Negro, incluindo amistosos e o Estadual.

+ Podcast De Letra: Petraglia é o maior personagem da história do Athletico?

Assim que o Brasileirão for iniciado, as 14 partidas do time com transmissão pelos canais da Turner também serão exibidas. Inclusive os duelos em casa, que apresentam restrição de praça e não são mostrados ao vivo na TV fechada.

Mas, por enquanto, apenas sócios tem acesso ao conteúdo — sem pagar nada por isso. Veja abaixo um resumo do conteúdo do serviço dedicado aos atleticanos.

Serviço de streaming tem 11 categorias até agora

O Furacão Play traz uma lista de 11 categorias, algumas delas com conteúdo que já está no canal de Youtube do próprio clube. Há também jogos completos do Paranaense (contra Rio Branco e Coritiba), além de melhores momentos do torneio, tops de gols, entrevistas e bastidores.

A tendência é que a inovadora plataforma seja encorpada ao longo tempo e ganhe mais formatos. Por enquanto, o conteúdo é bem limitado. O potencial, no entanto, é bastante interessante, especialmente por causa da programação ao vivo.

Veja as principais categorias do Furacão Play:

Furacão em casa: em tempo de quarentena, vídeos curtos mostram como os jogadores estão treinando em casa durante a pandemia.
Revendo gols com: como o próprio nome diz, a atração mostra gols marcantes escolhidos pelos atletas.
Furacast: o podcast traz um bate-papo bem-humorado entre os jornalistas do CapLab Bruno Baggio, Cahue Miranda e Marcel Bely. No entanto, também está disponível fora do serviço, na versão em áudio.
Ziquita, Herói do Povo: minidocumentário em quatro capítulos sobre a façanha de Ziquita em 5 de novembro de 1978.
Histórias do Furacão: “causos” e histórias da dos 96 anos do Athletico são contadas neste segmento.

Não sabe como utilizar? O Athletico fez um conteúdo de perguntas e respostas para tirar dúvidas. Clique aqui para acessar.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico 96 anos: o aniversário através dos tempos
+ Athletico dá férias coletivas a funcionários e comissão técnica
+ Felipe Vizeu explica que não teve culpa por não acertar com o Athletico
+ Atletas rejeitam redução de salário, mas sugerem férias coletivas