O Athletico não terá Santos nas próximas três partidas do Brasileirão. Convocado para a seleção brasileira para a disputa das Eliminatórias, o goleiro será desfalque contra Ceará, Internacional e Corinthians. Com isso, Jandrei assume a titularidade. 

Substituir Santos não é tarefa fácil no Furacão. Desde que o ídolo atleticano assumiu definitivamente o posto, em 2018, o clube testou algumas opções sem sucesso. Jandrei foi contratado justamente por isso. Santos é nome frequente na lista de Tite na seleção e quando está fora, o torcedor atleticano sofre.

Emprestado pelo Genoa, da Itália o arqueiro fez quatro jogos pelo Rubro-Negro. No resumo, é possível afirmar que o goleiro não comprometeu. Com exceção da expulsão nos minutos finais na derrota para o Colo-Colo na Libertadores, ainda em março, já nos acréscimos da partida.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

No entanto, nem sempre quem substituiu o camisa 1 teve uma sequência feliz.

Relembre os outros goleiros que já ocuparam o posto de “reserva do Santos” no Athletico.

Caio

Caio fez apenas três jogos no ano passado antes de ser emprestado. Foto: Daniel Caron/Arquivo

Caio não foi bem nas poucas oportunidades que teve. Em 2019, ele foi escolhido por Tiago Nunes para ser o reserva imediato, mas atuou em apenas três partidas. Em duas delas (derrotas para Corinthians e Botafogo), mostrou insegurança e nunca mais atuou pelo Athletico. Ao todo, ele sofreu quatro gols. Atualmente, está emprestado ao Água Santa.

Léo

Léo também tentou substituir Santos, mas não teve sucesso. Foto: Marcelo Andrade/Arquivo

Em 2019, depois das falhas de Caio, Léo assumiu o posto de segundo goleiro. Ele foi titular do time de aspirantes campeão estadual. Na equipe principal, substituiu Santos em sete partidas na Série A (sete gols sofridos) e também cometeu falhas. A principal delas foi na derrota para o Flamengo, quando saiu jogando errado com os pés e entregou o gol ao adversário. Ele está no Rio Ave, de Portugal.

Felipe Alves

Felipe Alves pegou pênalti pelo Athletico, mas teve poucas chances. Foto: Marcelo Andrade/Arquivo

O goleiro chegou ao Furacão em 2018 por indicação de Fernando Diniz por ter boa saída com os pés. Mas Santos atropelou a concorrência e Felipe Alves fez apenas seis jogos, todos no Brasileirão, enquanto o titular era poupado.

Seu ponto alto foi um pênalti defendido no empate com o Ceará. Com ele em campo, foram nove gols sofridos em três vitórias, um empate e duas derrotas. Atualmente, ele é titular do Fortaleza.

+ Mais do Furacão:

+ Eduardo Barros segue os passos de Tiago Nunes no Athletico
+ Athletico recusa proposta milionária da Europa por Wellington
+ Ex-jornalista da Tribuna, Sônia Nassar ganha homenagem de torcedoras do Athletico