Após dois jogos fracos no Campeonato Paranaense, o técnico do Athletico, Rafael Guanaes, está sob pressão. Com uma derrota para o Cascavel CR na estreia, por 1×0, e um empate sofrido e sem gols na segunda rodada com o FC Cascavel, o treinador estreante ainda está longe de ter encontrado a equipe ideal.

Ainda que o time de Guanaes seja o de aspirantes, repleto de peças consideradas ‘em teste‘, a cobrança por resultados é esperada. Primeiramente porque o Rubro-Negro sempre entra como favorito no Estadual já que é um dos maiores em termos financeiros. Além disso, o clube é o atual campeão, o que faz recair a ele a responsabilidade de continuar com o título. Não bastassem todos esses motivos, a pressão em cima de Guanaes se intensifica porque a ‘régua‘ do torcedor atleticano é grande. A comparação com o técnico Tiago Nunes acaba sendo inevitável.

+ Leia mais: Finais da Recopa Sul-Americana acontecerão em maio

Há um ano, era a vez de Nunes estar no mesmo lugar de Guanaes. Com uma campanha praticamente intacta no Estadual, tendo apenas uma derrota e o título conquistado, o treinador que também era um novato à frente do Furacão, ganhou a chance no time principal e brilhou. Caindo no gosto da torcida, Nunes elevou as expectativas dos atleticanos.

A contratação de Guanaes se deu a partir de uma busca por um perfil parecido ao de Nunes: um técnico jovem – 37 anos – estudioso sobre as táticas do futebol e desconhecido da grande mídia.

+ Confira também: Time titular de olho na Libertadores

Guanaes argumenta que o tempo para que o resultado do trabalho possa aparecer ainda é pouco. “São vários os pontos que precisamos trabalhar, é um time em construção. Com um jogo atrás do outro não estamos tendo muito tempo, mas vamos fazer todas as análises para corrigir os nossos defeitos para conseguir nos encaixarmos como equipe”, garantiu o professor, que espera em breve conseguir a formação ideal.

“Ao mesmo tempo que a gente vai testando e ajustando, vamos na expectativa de encontrar uma equipe competitiva, equilibrada, que passe a buscar os resultados”, explicou.

Confira a tabela do Campeonato Paranaense!

O comandante acredita que qualquer comparação com Nunes é desnecessária, já que o técnico principal está dando todo o suporte necessário ao grupo de aspirantes. “Essa comparação não é necessária até porque estamos trabalhando em conjunto. Eu e o Tiago temos conversado muito sobre a experiência que ele teve na equipe de aspirante, todo crescimento e desenvolvimento que ele gerou. Hoje, ele é um treinador vencedor. Para nós, isso é uma inspiração, e não um peso”, finalizou. O Furacão volta a campo neste domingo, às 17h, contra o Rio Branco, na Estradinha, em Paranaguá.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!