Com pouco mais de um ano no comando do time principal do Athletico, o técnico Tiago Nunes tem se tornado especialista em conquistas internacionais. O treinador confirmou, na goleada por 4×0 diante do Shonan Bellmare, na manhã desta quarta-feira (7), no Estádio Shonan BMW, em Hiratsuka, no Japão, o título da J.League YBC Levain Cup/Conmebol Sudamericana Championship. Para muitos, um título inexpressivo, mas que tem muito valor para o comandante rubro-negro, que vive o melhor momento da sua carreira e é um dos grandes responsáveis pela ótima fase vivida pelo Furacão .

+ Confira como foi a goleada do Furacão no Japão

“É muito importante. Pessoalmente, gostaria de compartilhar com minha família, no Brasil, com toda a torcida do Athletico. Esse título tem uma representatividade muito grande. É meu terceiro título com o Athletico, o segundo internacional. Significa que estamos no caminho correto para transformar o Athletico no clube internacional que deseja ser. Tem um significado muito grande. É fruto de quase 20 anos de esforço profissional para chegar nesse nível e poder competir com os melhores”, comemorou o treinador.

O duelo no Japão, apesar do placar elástico construído no segundo tempo, não foi tão fácil. O Furacão teve certa dificuldade no primeiro tempo e técnico destacou a qualidade do Shonan Bellmare e a sua capacidade de dificultar a saída de bola.

+ Leia também: Saiba quanto o Athletico faturou ao conquistar a Levain Cup

“O adversário tem muita qualidade. Sobe muito bem, pressiona a saída e acabou nos atrapalhando. Isso foge da nossa característica, que é de tentar sair tocando a bola. O jogo acabou ficando muito na disputa física e levamos desvantagem em boa parte do primeiro tempo. Sentimos um pouco o calor e deixamos o adversário trocar passes perto da nossa área. No segundo tempo ficamos mais confortáveis pelas trocas, as substituições ajudaram a manter o nível físico da equipe”, elogiou Nunes.

Sem tempo para comemorar, o Athletico segue com sua maratona de viagens e jogos. No domingo (11), o desafio será diante do Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro. Três dias depois, em Porto Alegre, o Furacão começa a decidir uma vaga na decisão da Copa do Brasil, contra o Grêmio. Rotina complicada e a grande dificuldade, segundo o comandante rubro-negro, é conseguir manter o bom nível técnico.

“É muito difícil conseguir manter a performance em todas as competições ao mesmo tempo. São viagens longas e agora a diferenciação é a viagem com fuso. Acaba dificultando muito para manter a performance. É tentar utilizar o máximo possível do elenco e priorizar competições. No primeiro momento priorizamos a Libertadores, depois a Copa do Brasil e esse torneio no Japão. Vamos tentar levar o máximo possível dessa forma para termos condições de disputar todas as competições em que tivermos envolvidos”, finalizou ele.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!