A renovação do técnico Tiago Nunes com o Athletico será resolvida ainda nesta semana. Pelo menos foi isso que o treinador atleticano pediu para a diretoria atleticana. A saída do presidente deliberativo, Mário Celso Petraglia, do hospital, depois de ficar internado por quase 50 dias, pode encaminhar o acerto entre as partes. Caso não haja uma definição, o comandante rubro-negro garantiu que começará a ouvir propostas de outros clubes.

“Não conversei com o presidente ainda. Tive uma conversa prévia com o Márcio (Lara) e o Paulo (André). Algumas situações foram encaminhadas, mas mesmo assim foi interrompida pelo próprio presidente, para que tomasse frente do assunto. Passei, estabeleci o prazo para ouvir o Athletico. Passei para a direção que o desejo é de definir na próxima semana. Espero o Athletico até a próxima semana para ouvir. Caso contrário, passo a ouvir os outros clubes e sigo cumprindo meu contrato até dia 8 de dezembro”, afirmou o treinador.

+ Leia mais: Athletico passa pelo CSA e entra de vez no G6

Tiago Nunes não quer sofrer algo parecido com o que foi o final da última temporada. Ainda considerado interino no comando do Athletico, mesmo com a conquista da Copa Sul-Americana, o treinador voltou aos trabalhos ainda com esse posto. Quer, então, sair de férias com sua situação definida.

“Ano passado foi bem difícil. Quase não tive férias. Saí daqui como interino e voltei como interino sem saber da condição da renovação durante dezembro todo. Foi complicado no ano passado, um período onde não consegui negociação alguma em termo de continuidade para 2019. Nesse ano tem que ser diferente”, emendou.

+ Confira também: etraglia recebe alta após quase 50 dias internado

O Corinthians, depois de ser goleado pelo Flamengo ontem à tarde por 4×1, no Maracanã, demitiu o técnico Fábio Carille. O nome que mais agrada a diretoria do Timão é justamente do técnico Tiago Nunes. Ainda não houve nenhum contato com o representante do treinador, mas o assédio deve ser grande a partir desta semana. Por isso, a definição deve acontecer nos próximos dias.

Mas apesar de todo esse assédio, o comandante atleticano considera normal essa condição. Além dessa conversa com o presidente Mário Celso Petraglia, Tiago Nunes afirmou que também sua permanência ou sua saída dependerá de uma conversa com sua família.

+ Confira a tabela e a classificação do Brasileirão!

“Encaro de maneira natural. Em alguns momentos já me frustrei e, por isso, hoje eu não ouço, não leio e procuro não saber de notícias. Meu interesse é no trabalho concreto real e o meu foco é viver o próximo jogo. Meu nome tem rodado tanto nos últimos clubes, mas ninguém combina comigo, esse é o problema. Reitero que não fui procurado oficialmente por nenhum time. Fico muito focado no trabalho, até dia 8 eu fico aqui e tenho também que conversar com a dona Fernanda (esposa). Tem que ter o aval em casa, senão as coisas não andam”, finalizou Nunes.