De olho no jogo diante do Boca Juniors, da Argentina, pela terceira rodada do grupo G da Taça Libertadores, na próxima terça-feira (2), na Arena da Baixada, o Athletico fez dois jogos-treino contra times uruguaios e perdeu ambos. O técnico Tiago Nunes, mesmo com os resultados negativos, avaliou positivamente os testes e projetou o confronto contra a equipe argentina.

Diante do Defensor no período da manhã, e do River Plate, na parte da tarde, ambos disputados na quarta-feira (27), no Uruguai, o Furacão perdeu por 1×0 e 3×0, respectivamente. “Claro que todo jogo temos a pretensão de ganhar, mas nem sempre as coisas acontecem da maneira que gostaríamos. Mas serve de alerta e aprendizado para que possamos melhorar para as próximas partidas”, falou o treinador.

+ Leia mais: Globo elogia Athletico por novo acordo de TV

O comandante rubro-negro rodou o elenco e utilizou formações diferentes nas atividades. Em entrevistas passadas, Nunes tinha a pretensão de testar sistemas táticos variados. Contra o Boca Juniors, por exemplo, existe a possibilidade do time se defender no 5-4-1, diferente do 4-4-2 tradicional. A ideia dessa variação é mais para o jogo fora de casa, mas já pode ser usada mesmo dentro de seus domínios. Ao todo, 25 atletas foram observados nos trabalhos.

“O mais importante deste tipo de jogo é testar formações diferentes e ver as performances individuais dos atletas para que possamos ter a melhor tomada de decisão nos jogos que valem três pontos”, declarou. A equipe retorna aos treinos nesta sexta-feira (29) e o técnico do Athletico tem mais quatro treinamentos até a partida contra o time argentino. Os dois estão na frente da tabela e estariam classificados no momento. O Boca lidera com quatro pontos e o time brasileiro, ao lado do Tolima, soma três pontos, mas com saldo de gols positivo, enquanto o time colombiano tem saldo de menos dois.

+ Confira também: Furacão conta as horas pra pegar o Boca Juniors

“Temos a necessidade de competir no mesmo nível do adversário para superá-lo. Precisamos de determinação e imposição física para merecer a vitória. É o atual vice-campeão do torneio e merece todo o respeito. Sabemos que será um jogo extremamente competitivo e definido em detalhes individuais. Então, temos que aproveitar esses dias que ainda temos de treinamento”, concluiu Nunes.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!