Atletiba na final do Paranaense 2017 é na Tribuna

Garotada de um lado, garotada de outro. Depois de anos em que os “medalhões” eram os protagonistas dos confrontos entre Atlético e Coritiba, a final do Campeonato Paranaense será dominada por jogadores jovens. Dos 22 atletas que formam as bases da dupla Atletiba, apenas cinco passam dos 25 anos, e 15 têm abaixo de 23. É um momento especial para todos esses jovens, que até ano passado ainda eram promessas nos CTs do Caju e da Graciosa.

As equipes usadas pela Tribuna do Paraná para fazer a comparação de médias de idade são as que mais jogaram e consideradas as titulares de Furacão e Coxa. A rubro-negra é a seguinte: Caio (21); Diego (22), Léo Pereira (22), Zé Ivaldo (21) e Renan Lodi (19); Deivid (29), Bruno Guimarães (20), João Pedro (21), Marcinho (22) e Matheus Anjos (19); Ederson (29). Desta formação, Deivid é quem volta ao time no jogo de volta da final, neste domingo (8), às 16h, na Arena da Baixada.

A escalação do Coritiba é a que deve estar em campo, com as possíveis novidades vindas do departamento médico: Wilson (34); Marcos Moser (19), Thalisson Kelven (19), Romércio (21) e Léo Andrade (19); João Paulo (33), Júlio Rusch (20) e Thiago Lopes (21); Pablo (25), Iago (25) e Kléber (34).

Na média, o Atlético tem um time mais novo do que o Coritiba – algo que já se imaginava. E a distância aumenta nesta decisão: 24,5 anos para os alviverdes, 22,3 anos para os atleticanos. E impressiona o número de jogadores com apenas 19 anos. São cinco, dois no Furacão (Renan Lodi e Matheus Anjos) e três no Coxa (Marcos Moser, Thalisson Kelven e Léo Andrade).

Rivais “antigos”

Até o ano passado, alguns dos garotos que agora vão decidir o Campeonato Paranaense estavam na base da dupla Atletiba. E estiveram em campo nos confrontos do Brasileirão sub-20 do ano passado. Nos dois jogos, que tiveram vitórias por 1×0 do Atlético na Arena e do Coritiba no Janguito Malucelli, atuaram Caio e Renan Lodi pelo Rubro-Negro, e Marcos Moser, Romércio, Léo Andrade, Vitor Carvalho e Julio Rusch pelo Coxa.

“Vovôs”

Só três jogadores passam dos 30 anos na lista de titulares da final – o goleiro Wilson, o volante João Paulo e o atacante Kléber, todos do Coritiba. Eles formam com Ederson e Deivid, do Atlético, a lista dos cinco únicos acima dos 25 anos na final “mais nova” da história do Campeonato Estadual.