Atletiba na final do Paranaense 2017 é na Tribuna

Atlético e Coritiba estão consolidando sua hegemonia no Campeonato Paranaense. Se em 94 anos de história da rivalidade, os dois times decidiram 18 vezes o Estadual (já contando a decisão que começa neste final de semana), os últimos anos marcam um domínio amplo da dupla Atletiba, que conquistou oito dos últimos dez campeonatos – soma que subirá oficialmente para nove em onze a partir deste domingo (8). A Tribuna do Paraná relembra essas últimas conquistas.

2008 – o ano de HD

Final do Campeonato Paranaense - Jogo entre Atlético x Coritiba na Arena

Em 2008, o Coritiba foi campeão dentro da Arena da Baixada. Após eliminarem Toledo e Paraná Clube nas semifinais, Furacão e Coxa entraram na decisão que tinha vantagem rubro-negra de dois resultados iguais. Na primeira partida, no Couto Pereira, os alviverdes abriram boa vantagem, vencendo por 2×0, gols de Carlinhos Paraíba e Keirrison. Na volta, Marcelo Ramos e Netinho rapidamente colocaram os atleticanos na frente, fazendo o placar que daria o título. Mas, no segundo tempo, Henrique Dias fez o gol que deu o título para os visitantes.

2009 – supermando, parte 1

Final atletico

 

 

O Paranaense de 2009 tem a marca do advogado Domingos Moro, que conseguiu encontrar nas brechas do regulamento a adoção do supermando – que dava ao melhor time da primeira fase uma enorme vantagem de fazer o octogonal todo dentro de casa. E ainda dois pontos de bônus. Com cinco vitórias em sete jogos, o Atlético foi campeão, sendo o jogo do título o triunfo sobre o Cianorte por 2×0 (gols de Wesley e Rafael Moura), claro, na Arena da Baixada.

2010 – supermando, parte 2

Campeonato Paranaense 2010 - Jogo entre Coritiba x Atlético no Estádio Couto Pereira

Sem poder mudar a fórmula, a Federação Paranaense de Futebol foi obrigada a programar o supermando novamente. E quem o aproveitou foi o Coritiba – com os dois pontos de bonificação e os sete jogos em casa, o Coxa teve 100% de aproveitamento, e confirmou o título ao vencer o rival Atlético por 2×0 no Couto Pereira, gols de Geraldo e Marcos Aurélio.

2011 – não teve decisão

Coritiba Campeão Paranaense 2011 na Arena da Baixada 3x0 contra o Atletico.

Embalado pelo melhor time de sua história recente, o Coritiba passeou no Paranaense de 2011. Venceu os dois turnos com ampla vantagem e resolveu a parada sem precisar de uma decisão. O título foi conquistado por antecipação, dentro da Arena da Baixada, numa vitória por 3×0 sobre o Atlético – três gols de Bill, na sua maior atuação com a camisa alviverde.

2012 – nos pênaltis

FINAL CAMPEONATO PARANAENSE 2012 - JOGO ENTRE CORITIBA X ATLETICO NO ESTADIO COUTO PEREIRA

O Coritiba com Marcelo Oliveira, o Atlético com Juan Ramón Carrasco. O Furacão levando o primeiro turno, o Coxa faturando o segundo turno. Houve muito mais equilíbrio no Estadual de 2012, inclusive na decisão. No jogo de ida, na Vila Capanema (a Arena da Baixada estava em obras para a Copa do Mundo), empate em 2×2 – gols de Bruno Mineiro e Ligüera para os rubro-negros, e de Éverton Ribeiro e Anderson Aquino para os alviverdes. Na volta, no Couto Pereira, 0x0 e decisão por pênaltis. Guerrón errou e Éverton Ribeiro converteu a última cobrança para dar o tricampeonato estadual ao Coxa.

2013 – o título de Alex

CAMPEONATO PARANAENSE 2013 - JOGO ENTRE CORITIBA X ATLETICO NO ESTADIO COUTO PEREIRA

Foi o ano em que o Atlético decidiu colocar seu time sub-23 pela primeira vez no Campeonato Paranaense. E depois de dificuldades no primeiro turno, vencido pelo Coritiba, faturou o segundo e foi para a final cheio de moral. Saiu atrás no jogo de ida, gol de Deivid, mas empatou graças a um gol contra de Patric e virou com Hernani. Só que o carrasco Geraldo empatou no finalzinho e levou a decisão para o Alto da Glória. Em casa, o Coxa sofreu o primeiro na falta de Hernani que Vanderlei aceitou, mas Alex comandou a vitória com dois gols. Pra fechar a conta do tetracampeonato, Geraldo marcou o terceiro.

2016 – festa rubro-negra

FINAL2016

Atlético e Coritiba não foram os melhores da primeira fase do Estadual, mas eliminaram Londrina e Toledo nas quartas de final. Nas semifinais, o Coxa não teve dificuldades contra o PSTC, já o Furacão precisou passar pelo Paraná Clube nos pênaltis na Vila Capanema. Só que na hora da decisão, a festa foi vermelha e preta. Na Arena, o jogo de ida foi um carnaval atleticano, com gols de Thiago Heleno, Ewandro (o craque daquelas finais) e Hernani. Na partida de volta, no Couto Pereira, Walter desencantou, marcando um gol e dando o passa para Ewandro marcar o outro. O Atlético voltava a ser campeão paranaense em cima do maior rival no Alto da Glória depois de 26 anos.

2017 – superioridade coxa

Jogo entre Coritiba e Atlético no esadio Major Antonio Couto Pereira em Curitiba, válido pelo Campeonato Paranaense 2017 - Atletiba da final do Campeonato Paranaense 2017.

Na última decisão entre os dois grandes rivais do Estado, o jogo de ida foi uma inversão do ano anterior. Foi na mesma Baixada, mas desta vez foi o Coritiba quem venceu o Atlético por 3×0 – gols de Werley, Iago e Kléber, que fez seu primeiro diante do Furacão. Foi o auge do “trivote” formado por Alan Santos, Matheus Galdezani e Anderson. Na partida de volta, empate em 0x0 no Couto Pereira, e conquista do Coxa, o atual detentor do título estadual.