Kléberson e Luciano Santos tiveram
trabalho para segurar o menino Diego.

Ainda não foi desta vez que o Atlético conseguiu vencer fora de casa pelo campeonato brasileiro, em compensação segurou o empate diante do Internacional e trouxe um ponto para Curitiba. Após um início promissor contra os gaúchos, no Beira Rio, o Rubro-Negro reduziu o ritmo e se segurou atrás para evitar a derrota. Com o 1 a 1, o time caiu para a 13.ª posição na tabela. O próximo compromisso será o Flamengo, domingo, na Arena.

Apesar dos oito meses sem vencer sem o pijama, o técnico Osvaldo Alvarez preferiu manter a cautela e ir com calma contra os vice-líderes da competição. A tática deu certo. Apostando nos contra-ataques, o Furacão explorou os erros do adversário e tentou furar o bloqueio gaúcho à base de jogadas individuais. O atacante Dagoberto foi o primeiro a tentar e se deu bem. Após partir para cima da zaga adversária, sofreu falta, que ele mesmo cobrou. A bola caprichou e bateu na trave, sob o olhar perdido de Clemer. Um golaço.

A vantagem no placar deixou o Atlético mais tranqüilo em campo e bem postado, mas o time recuou demais e deu campo para o Colorado partir para cima. O goleiro Diego começou a se destacar como um dos melhores em campo. Com boas defesas, o arqueiro começou a salvar o time. Mas, ele nada pôde fazer após a defesa perder uma bola na intermediária. O trio de frente gaúcho recolheu a pelota e tabelou como quis na defesa atleticana até a conclusão de Nilmar. Mesmo com o empate, o time de Vadão continuou a ir pouco ao ataque e se satisfez com a igualdade.

Na segunda etapa, o Internacional voltou mais disposto a buscar a vitória e a ponta na tabela. O paranaense Nilmar começou com tudo e fazendo a festa na defesa atleticana. Ele só não soube aproveitar as chances para virar o marcador ou esbarrou no iluminado goleiro Diego. O camisa 1 do Rubro-Negro fechou o gol e garantiu o empate. Já no ataque, o técnico Vadão ainda tentou mudar o panorama colocando Ricardinho no lugar de Dagoberto, mas a substituição pouco acrescentou. O único chute do segundo tempo foi dado pelo rei do drible, mas a bola bateu nas costas de Ilan e foi para fora.

Diego foi o salvador do time

O técnico Osvaldo Alvarez, do Atlético, reconheceu que o time não fez uma boa atuação diante do Internacional, mas elogiou a disposição para segurar os gaúchos e o empate. Para o treinador, com o ponto trazido de Porto Alegre, o time começa a dar mostras de que vai engrenar, apesar de ter caído uma posição na tabela de classificação. “O Internacional buscou mais e teve um maior volume de jogo, chutou muitas vezes e até teve mais oportunidades. Só que no geral o Atlético soube se defender e conseguiu um grande resultado empatando aqui dentro”, analisou Vadão.

Além de comemorar o empate e mais um ponto somado, o comandante rubro-negro ressaltou a garra que o time apresentou para segurar o resultado. “O jogo foi equilibrado, o adversário deu muito trabalho. Porém, isso provou que quando a gente não tem a atuação que gostaria de ter, isso acaba sendo compensado pela vontade, pela garra e daí a gente consegue o resultado”, destacou.

Quem também teve muito o que comemorar foi o goleiro Diego. Após tampar o gol atleticano na segunda etapa, ele acabou se destacando como um dos melhores em campo. “Eu estou muito feliz. Mas, todos nós estamos, porque nos comportamos muito bem. Poderíamos ter conseguido uma vitória neste segundo tempo, mas a tendência é melhorar bastante ainda na seqüência do campeonato”, arriscou Diego.

O lateral-direito Alessandro cumpriu suspensão automática e deverá retornar à equipe. Além disso, nenhum jogador dos cinco que estavam pendurados – Diego, Luciano Santos, Leomar, Ilan e Dagoberto) tomou o terceiro cartão amarelo.

Site do Atlético promove leilão beneficiente

Assessoria do e-atletico.com

O site E-Atletico.com, em parceria com o Clube Atlético Paranaense, está promovendo um leilão beneficiente de uma camisa oficial autografada por todos os jogadores que compõe o elenco de profissionais do time. Para participar do leilão envie seu lance, contendo seu nome, CPF, endereço e telefone para contato para o e-mail

leilao@e-atletico.com.

Serão divulgados diariamente no E-Atletico.com os maiores lances, para que você possa acompanhar o andamento do leilão e dar sua oferta. O lance mínimo inicial para arrematar a camisa é de R$ 150,00. Você pode dar seu lance até o dia 02/06, com o resultado final sendo divulgado no dia 04/06. O valor arrecadado com o leilão será doado à comissão de voluntários da Igreja Santa Catarina Labouré, localizada no bairro Água Verde.

Os voluntários prestam assistência à Associação Beneficiente São Roque, instituição que cuida de pessoas carentes portadoras de hanseníase. Vivem na Associação, localizada em Piraquara, aproximadamente 500 doentes, que necessitam de alimentos, roupas, além de material de higiene e limpeza.

Caso deseje obter mais informações sobre as obras dos voluntários da Igreja Santa Catarina Labouré, e auxiliar com doações de alimentos, roupas e material de higiene, entre em contato através do telefone (41) 342-6455, no horário das 14 às 17 horas.