Foto: Fábio Alexandre
Alex Mineiro terá novamente a companhia de Denis Marques na frente. Esta dupla já balançou as redes 34 vezes nesta temporada.

O Atlético não tem mistérios e está escalado para o jogo de hoje, às 18h10, contra o Internacional, na Arena da Baixada. A principal arma do Rubro-Negro no campeonato, o ataque, também já foi definida pelo técnico Vadão e será formada pela dupla Alex Mineiro e Denis Marques. Essa formação marcou 34 gols nesta temporada. Alex não treinou com os demais companheiros nos últimos dois dias, mas está apto para a partida. Ele foi poupado devido a uma forte gripe.

A busca pela vitória na Arena será constante pelo Furacão, pois, na concepção de Vadão, somente este resultado transformaria os três pontos, já obtidos fora de casa, em um diferencial para o time no decorrer da competição.

Mas o treinador alerta para a boa postura em campo que a equipe gaúcha possui. ?Temos um adversário dificílimo pela frente.

O Inter perdeu, mas contra o Botafogo criou inúmeras situações de gol e o resultado poderia ter sido diferente.?

O setor defensivo do Rubro-Negro, que vem sendo bastante cobrado pela mídia e torcida, foi representado na entrevista coletiva pelo lateral-direito Jancarlos e pelo zagueiro Marcão. O lateral disse que todos os jogadores do Colorado necessitam de especial atenção, não somente Alexandre Pato, Iarley e Fernandão. ?O Internacional é um time grande e temos que entrar com atenção.? Para Marcão, a equipe tem que melhorar a marcação e tirar o espaço do adversário. Ressaltou que a pegada deve começar lá na frente, no ataque e no meio-de-campo. ?Na hora que eles ajudam na marcação, facilita muito o nosso trabalho?, explicou.

A grande novidade no Atlético pode estar no banco de reservas. Tiago, recém- contratado pelo clube, pode ganhar uma chance e figurar entre os escalados para o confronto contra o Inter.

O nome dele foi relacionado para a concentração e o atleta pode fazer a sua estréia pelo Rubro-Negro. Outra arma para mudar o andamento da partida também está confirmada para o banco de suplentes: o atacante Pedro Oldoni. Ele marcou dois gols no jogo passado contra o Figueirense e é uma das opções para Vadão.

CAMPEONATO BRASIEIRO
1º Turno – 2ª Rodada
Súmula
Local: Joaquim Américo
Horário: 18h10
Árbitro: Clever Assunção Gonçalves (MG)
Assistentes: Marco Antônio Gomes (MG – FIFA) e Alexandre Santos Conceição (MG)
TV: NET, Premiere Futebol Clube, pay-per-view, inf. 4004-7777

Atlético x Internacional

Atlético
Guilherme, Jancarlos, Danilo, Marcão e Nei; Erandir, Alan Bahia, Evandro e Ferreira; Alex Mineiro e Denis Marques. Técnico: Oswaldo Alvares

Inter
Renan; Índio, Edinho e Titi; Ceará, Maycon, Wellington Monteiro, Pinga e Mineiro; Fernandão e Alexandre Pato (Iarley). Técnico: Alexandre Gallo

Na mira do Colorado

Ganhou força na manhã de ontem uma possível transferência envolvendo o zagueiro Marcão para o Internacional. O jogador disse que teve conhecimento do interesse através da imprensa, mas oficialmente não houve nenhum contato sequer entre os clubes. ?Não estou sabendo de nada. Ninguém me procurou e ninguém do Atlético me passou nada.

O meu foco está nessa partida (diante do Inter). Temos um jogo importante e uma vitória dentro de casa dá mais confiança e auto-estima para o restante do campeonato?, falou. Pela especulação, o meia-atacante colorado Márcio Mossoró estaria envolvido na transação.

O zagueiro – que é um dos ídolos do Furacão – contou que fica contente com a lembrança do seu nome por grandes equipes e que isso faz bem para o ego. Porém, diz estar feliz no Atlético e espera cumprir o contrato com o clube, que se estende até o final de 2007.

O técnico Vadão disse ter conhecimento do interesse do Inter em Marcão e que isso já vem de 20 a 30 dias e não teme que essas especulações mexam com a cabeça do jogador. ?O Marcão é um jogador experiente, tranqüilo. É um dos líderes do nosso time?, explicou o treinador.

Sobre Mossoró, Vadão disse que ele faz o perfil do Atlético. ?Eu o conheço bem. É um bom meia-atacante e seria um reforço.?

Taí o inimigo

O Inter vem a Curitiba com a pompa de ser o time que mais venceu o Atlético dentro de seus domínios (nova Arena) e ostentando, ainda, o título de campeão mundial interclubes, conquistado em dezembro do ano passado, no Japão. No entanto, em 2007, o Colorado não tem muito o que comemorar. Disputou o Campeonato Gaúcho e sequer se classificou à semifinal da competição. Na Libertadores, também decepcionou sua torcida e não passou da 1ª fase.

Na abertura do Brasileirão, perdeu, em casa, para o Botafogo por 3 a 2, na estréia do técnico Alexandre Gallo.

O Inter tem um bom elenco e atacantes respeitáveis à disposição de Gallo.

Além dos experientes Fernandão e Iarley, também destaca-se o jovem Alexandre Pato, promessa do futebol nacional.