A Vila Capanema deverá ser fechada para jogos, enquanto o alambrado do estádio não for consertado. A informação foi confirmada pelo Major Jorge dos Santos Neto, responsável pela segurança no clássico Atletiba do último domingo, em entrevista ao programa Globo Esporte, da TV Globo, na manhã desta terça-feira (8).

O problema no alambrado foi causado após o segundo gol do Atlético, marcado pelo meia Paulo Baier, ainda no primeiro tempo. Na ocasião, os torcedores do Furacão subiram na grade, que acabou sendo derrubada. Anteriormente, na derrota para o Vitória, um caso semelhante já havia ocorrido.

Em entrevista ao Paraná Online, na tarde desta terça-feira (8), o vice-presidente do Paraná Clube, Luiz Carlos Casagrande, confirmou que a situação já está sendo controlada.

“Nós estivemos na Vila Capanema ontem com o pessoal do Atlético. Eles já compraram o material e está tudo sendo acertado”, destacou o dirigente paranista. Com isso, a situação fica mais confortável para que o Furacão dispute o jogo contra a Portuguesa, no próximo domingo, no estádio.

A Polícia Militar deverá fazer uma nova vistoria no estádio durante a semana.

Apesar do problema com o alambrado, o Atlético ainda corre o risco de perder mandos de campo por causa da confusão entre os seus próprios torcedores na arquibancada social da Vila Capanema.