O Atlético entrou em campo no encerramento da 10ª rodada do Estadual, neste domingo, na Arena da Baixada, para enfrentar o Iraty, na condição de líder absoluto do campeonato e único invicto, visto que o Cianorte, que era o outro invicto até esta rodada, perdeu em casa para o Foz do Iguaçu, por 1 a 0.

O jogo começou com uma forte marcação aplicada por parte do Iraty, que buscava anular os alas do Atlético, sobretudo Márcio Azevedo, e só avançada nos contra-ataques.

A tática do time visitante deu resultado nos primeiros dez minutos de jogo. Porém, as jogadas pelos flancos começaram a funcionar e o Atlético, aos poucos, passou a sufocar a defesa do Iraty. E no primeiro real lance de perigo, Rafael Moura limpou a zaga, tocou para Zé Antônio, recebeu de volta, e só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes do Iraty. 

O gol mudou completamente o panorama da partida porque obrigou a equipe do Azulão a sair para o jogo, facilitando o trabalho ofensivo do Atlético que, na base do toque de bola, encontrava espaços na defesa adversária, que passou a apelar para as faltas na tentativa de barrar o ataque rubro-negro. 

Mas foi numa jogada individual que o Atlético teve a chance de ampliar o placar ainda no primeiro tempo. Chico avançou pelo meio, foi abrindo espaço e bateu forte. A bola, caprichosamente, foi na trave do goleiro Alencar.  

Porém, se no primeiro tempo, o Atlético foi claramente superior, na etapa final o Iraty acertou a marcação e logo aos 10 minutos o atacante Mateus aproveitou um cruzamento de Ayrton e, com categoria, bateu sem chances de defesa para Vinicius, empatando a partida. 

Com o empate, Geninho mexeu na equipe, promovendo as entradas de Lima e Netinho, além de Alberto, que jogou menos de cinco minutos, pois sentiu uma contusão. Com dez jogadores em campo, o Atlético se superou e, na base da raça, conseguiu desempatar a partida. 

Numa cobrança de falta de Netinho, Chico meteu uma cascinha na bola, desviando do goleiro Alencar. O gol, marcado aos 32 minutos, incendiou a partida, pois o Iraty se lançou ao ataque tentando o empate e o Furacão se segurou como pode. 

Já nos acréscimos, numa confusão generalizada, Rafael Moura e Diogo foram expulsos pelo árbitro. Entretanto, mesmo tomando sufoco, o Atlético manteve o resultado e saiu de campo com a vitória, a liderança e a condição de único invicto no Estadual. 

Na próxima rodada, o Furacão encara o Londrina, sábado, na Arena da Baixada; já o Iraty recebe, domingo, o Engenheiro Beltrão.