A possibilidade de enfrentar o time reserva ou misto do Palmeiras, o que em tese facilitaria um pouco a vida rubro-negra, foi por água abaixo. Após a desclassificação da Copa Libertadores, na última quarta-feira, o time paulista concentra a sua atenção no Brasileirão e entrará em campo com força máxima. Promessa de um grande jogo amanhã, já que o Furacão buscará de todas as formas a primeira vitória em casa, após três fiascos na competição.

Da atual equipe verde, cinco dos atletas considerados titulares são conhecidos do torcedor atleticano, pois tiveram recentes passagens por clubes daqui da capital. No ataque o ex-coxa Keirrison; no meio-campo o ex-paranista Pierre e na zaga os ex-atleticanos Marcão e Danilo e o ex-alviverde Maurício Ramos.

Marcão e Danilo, inclusive, formaram a dupla titular na zaga do Furacão nas competições disputadas no 1.º semestre de 2007, sob o comando de Vadão. Posteriormente Marcão foi vendido para o Inter.

Danilo ainda pertence ao Furacão e atualmente está emprestado ao Porco, pois no final do ano passado criou confusão no CT do Caju, de onde fugiu da concentração na véspera de um jogo importante. Queimou-se com o treinador, diretoria, time e torcida desde então.

Arma

O Atlético também tem suas armas para surpreender e aposta suas fichas em ex-palmeirenses. Marcinho e Paulo Baier, que tiveram boa passagem pelo clube paulista em 2006, hoje são os principais nomes do Atlético.

Ontem, no primeiro coletivo comandado pelo treinador Waldemar Lemos, a dupla atuou junta e foi responsável pelo único gol do curto coletivo no CT do Caju. Marcinho, que jogou como segundo atacante, foi quem completou para as redes. Vitória dos titulares por 1 a 0.

A importância de Paulo Baier já começou a ser sentida nos treinamentos. O jogador é o novo responsável pela bola parada no Furacão e a partir das cobranças de falta e escanteios, Waldemar Lemos orientou como quer a sua equipe posicionada ofensiva e defensivamente. Por diversas vezes o comandante parou o coletivo para corrigir o que achava de errado e gritava palavras de incentivo a todo instante.

Com a presença do experiente atleta, a bola parada também voltou a ganhar força, já que não havia um especialista desde a saída de Netinho do time. Ano passado a eficiência adquirida nessa jogada foi responsável por livrar o Atlético do rebaixamento.

Jogo

No treinamento de ontem, Waldemar Lemos armou o time no 3-5-2. E o nome Rafael está em alta com o treinador. Rafael Santos, Rafael Miranda e Rafael Moura treinaram no time titular respectivamente como zagueiro, volante e atacante.

Hoje pela manhã, o Atlético realiza seu último trabalho antes da partida com o Palmeiras. Será no campo da Arena. Após a movimentação, Waldemar define o time.