Aos poucos, o Atlético vai confirmando as notícias divulgadas pela imprensa nas últimas semanas. Ontem, confirmou a contratação de dois jogadores, que chegam para suprir carências do elenco. O lateral Daniel Borges, que pertence ao Botafogo de Ribeirão Preto e defendeu a Ponte Preta na Série B, chega para ser o substituto de Sueliton, que não renovou. E o meia-atacante Nikão, que estava vinculado ao Atlético-MG e assinou por três temporadas, é mais uma peça que vem para diminuir o impacto das perdas de Marcelo e Douglas Coutinho.

Os dois jogadores estavam na mira do Furacão há algum tempo – apesar do já conhecido silêncio rubro-negro. Daniel veio ainda ano passado para conversar com o clube, enquanto Nikão tinha um pré-contrato e apenas aguardava a liberação do Galo, pois seu vínculo com a equipe mineira ia até junho.

Nikão entra numa disputa forte. Marcelo era titular absoluto e principal jogador do Atlético, e Douglas Coutinho era o “12º titular”. Para suprir a saída dos dois, ambos negociados com o fundo Doyen Sports, o técnico Claudinei Oliveira conta com Marcos Guilherme, Dellatorre, Edigar Júnio, Nathan, Bady e agora Nikão para jogar na linha de armação. Se mantiver o esquema de 2014, Claudinei escolherá três dentre estes seis. O reforço anunciado ontem tem em comum com os jogadores que saíram a força física, que o coloca em vantagem.

Daniel Borges, na teoria, tem uma disputa mais tranquila. Mário Sérgio, o lateral-direito que ficou, alternou boas e más atuações e não se firmou – foi inclusive um dos jogadores mais cobrados pela torcida na reta final do Campeonato Brasileiro. E acabou “rebaixado” para o time sub-23. O contratado chega como favorito para assumir a camisa 2. “ Vou procurar fazer o melhor e agarrar esta oportunidade, porque a minha carreira só tem a crescer . O torcedor pode contar comigo, com muita raça e vontade”, avisou.

O próximo

Por enquanto, a diretoria ainda não confirmou, mas o zagueiro Lula será o próximo reforço rubro-negro. Ou, melhor, é o próximo reforço, porque ele já foi incluído no elenco sub-23 sem ser apresentado – o que possívelmente nem deve acontecer. Ele defendeu o Boa Esporte na Série B do ano passado, e vai suprir a saída de Dráusio, que está em litígio com o Furacão. Ele será, na sequência, um dos reservas de Gustavo e Cleberson.