Paulo César Carpegiani segue na busca pela formação atleticana perfeita. Nos trabalhos de ontem no CT do Caju para o jogo de domingo, contra o Flamengo na Arena da Baixada, mais um time foi testado.

Diferente da formação da terça pela manhã, quando o treinador declarou ter usado três atacantes (Maikon Leite, Bruno Mineiro e Guerrón) e gostado do que viu, Branquinho entrou no lugar do equatoriano, mas jogou no meio-campo.

O time titular testado ontem foi: Neto, Wagner Diniz, Manoel, Rhodolfo e Paulinho; Olberdam, Chico, Paulo Baier e Branquinho; Maikon Leite e Bruno Mineiro. Em alguns momentos Carpegiani recuou Chico para a lateral esquerda e Paulinho atuou como volante.

Com as mudanças, o discurso na coletiva de terça-feira no CT do Caju foi deixado de lado. O técnico havia prometido um Atlético com três atacantes para conquistar a vitória e a esperada fuga da zona de rebaixamento. Com Branquinho, o time passou a ter dois meias e dois atacantes típicos.

Se o que vinha acontecendo em outras semanas se repetir, é provável que novas experiências sejam testadas hoje e amanhã e uma diferente formação – que não fora testada – acabe entrando em campo no domingo.

Em algumas entrevistas Carpegiani declarou que buscava repetir a formação do time para montar um padrão tático. Seu histórico nas escalações dos nove jogos em que está à frente da comissão técnica do Atlético não confirma essa tendência.