Em busca do hexacampeonato mundial, a seleção brasileira já está de olho em todos os adversários da Copa do Mundo de 2018, que acontece na Rússia. Para isso, está contando com a ajuda de 19 dos 20 clubes do Brasileirão. Entre eles, Atlético e Coritiba.

Seguindo estratégia elaborada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Furacão acompanhará e fará relatórios sobre as seleções da Islândia e Coreia do Sul, enquanto o Coxa desempenhará o mesmo trabalho com a seleção da Bélgica. O papel coxa-branca será especialmente importante, pois a seleção belga é considerada pelo técnico Tite uma das favoritas na Copa.

A definição dos países a serem observados por cada clube brasileiro foi definida em sorteio. Já o trabalho de análise e coleta de dados será feito pelos analistas de desempenho dos clubes da elite nacional. O único que não entrou em acordo com a CBF foi o Flamengo, que não participará das observações.

No total, serão 27 seleções acompanhadas de perto. As seleções sul-americanas classificadas para a Copa (Uruguai, Argentina, Colômbia e Peru, caso passe na repescagem contra a Nova Zelândia) não entraram na lista, pois já foram analisadas pela CBF durante as eliminatórias.

Os relatórios enviados pelos clubes serão cruzados na sequência com os relatórios internos elaborados pela própria CBF.

Veja como ficou a divisão:

Atlético-GO: França

Atlético-MG: Rússia

Atlético: Islândia e Coreia do Sul

Avaí: Costa Rica

Bahia: Irã

Botafogo: Japão e o vencedor de Itália x Suécia

Chapecoense: Inglaterra

Corinthians: Arábia Saudita e Panamá

Coritiba: Bélgica

Cruzeiro: Polônia e vencedor de Grécia x Croácia

Fluminense: México

Grêmio: vencedor de Marrocos x Costa do Marfim e vencedor de Suíça x Irlanda do Norte

Palmeiras: vencedor de Tunísia x Congo e vencedor de Irlanda x Dinamarca

Ponte Preta: Espanha

Santos: Portugal

São Paulo: Alemanha e vencedor de Austrália x Honduras

Sport: Sérvia

Vasco: Nigéria e Egito

Vitória: Senegal ou Burkina Faso ou Cabo Verde (quem se classificar para a Copa)