A dupla Atletiba será julgada pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) nesta quarta-feira (14), a partir das 19h, pelas bombas caseiras explodidas dentro do Couto Pereira na partida que terminou Coritiba 0x1 Atlético, na Taça Dionísio Filho do Paranaense.

Se forem condenados, os clubes podem perder de um a dez mandos de campo, além de multa de R$ 100 a R$ 100 mil, conforme previsto no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

O Atlético foi denunciado por quatro bombas arremessadas por torcedores contra a torcida coxa-branca, além da utilização de sinalizadores. Por ter a melhor campanha do primeiro turno até agora, o Furacão teria o direito de disputar a semifinal e até a final do primeiro turno, caso avance, na Baixada. Porém, caso seja punido, isso não ocorreria.

Por ser o mandante, o Coritiba será julgado por todas as confusões ocorridas no estádio e também por uma bomba caseira lançada por torcedores contra a torcida atleticana, além de uma bola de papel lançada contra o árbitro assistente Wesley Waldir Marmitt. O Coxa ainda tem chances matemáticas de ser o primeiro do seu grupo e disputar a semifinal em casa se não for punido.