Numa partida de baixo nível técnico, o Atlético foi mais incisivo durante os 90 minutos, mas só decidiu a sua sorte na Copa Sul-Americana nos pênaltis. Após o empate sem gols, o Furacão foi mais eficiente que o São Paulo e carimbou sua vaga para a fase internacional da competição.

Vitória por 4 a 3 nos pênaltis, com destaque para o goleiro Vinícius, que defendeu duas cobranças. Com o triunfo fora de casa, jogadores e comissão técnica esperam que uma nova fase se inicie também no Brasileirão. No domingo, o Furacão enfrenta o Palmeiras, na Arena, necessitando urgentemente somar três pontos para se afastar da zona de rebaixamento.

Se o São Paulo utilizou o expressinho, o Atlético também levou a campo um time extremamente jovem, com oito atletas revelados na categoria de base. Pensando no Brasileiro, Mário Sérgio poupou o colombiano Ferreira e o paraguaio Julio dos Santos, experientes, mas que reclamam de cansaço.

Assim, sem muitas opções para montar o time, o Furacão adotou o sistema 3-5-2, mas com três volantes no meio-campo e um deles (Renan) improvisado como ala-direita.

Com tanta juventude e inexperiência no gramado, o jogo não poderia ser bom tecnicamente. O São Paulo marcava e saía em velocidade. E ameaçou com arremates de longa distância dos garotos Mazola, Sérgio Mota e Oscar, que tem apenas 16 anos.

Já o Atlético, sem criatividade, se limitava a tocar a bola e concluir jogadas provenientes de cobranças de falta e escanteio. Na etapa complementar, os times voltaram com as mesmas formações e o mesmo futebol.

Muita marcação e pouca armação. O Atlético conseguiu boa chance numa troca de passes que Anderson Aquino desperdiçou aos 11, chutando em cima de Rogério Ceni, e aos 35 em arremate de Pedro Oldoni. No mais, muito erro de passes e muitas faltas, que truncaram o andamento da partida e a deixaram ainda mais entediante.

Aos 40 minutos, o volante Fernando finalmente fez sua estréia com a camisa rubro-negra. Com o empate sem gols, a decisão foi para os pênaltis. E daí deu Furacão. Na próxima fase, o Atlético enfrenta o vencedor de Aragua (Venezuela) e Chivas (México).

Resultado

No outro jogo entre brasileiros, o Botafogo goleou o Galo no Mineirão por 5 a 2 e carimbou o passaporte pra fase internacional.

Copa Sul-Americana – Jogo de volta
São Paulo 3 x 4 Atlético (pênaltis)

Local: Estádio Morumbi, em São Paulo
São Paulo – Rogério Ceni, Anderson, Aislan, Juninho; Éder, Bruno, Wellington (Vitor aos do 2º) , Sérgio Mota, Alex Cazumba; Mazola e Oscar.
Técnico: Muricy Ramalho
Atlético – Vinícius; Danilo, Antônio Carlos e Alex Fraga; Rodriguinho, Renan, Alan Bahia, Chico (Fernando aos 40°do 2º) e Márcio Azevedo; Anderson Aquino e Pedro Oldoni.
Técnico: Mário Sérgio
Árbitro: Wagner Tardelli (SC)
Assistentes: Erik Bandeira (PE) e Moisés Dibert Pedrosa (RJ)
Gols: Rogério Ceni, Sérgio Mota, Bruno. Antonio Carlos, Danilo, Fernando, Pedro Oldoni
Cartões amarelos: Antônio Carlos (A), Wellington (SP)
Publico Total: 3.352
Renda: R$ 64.705,00