A tabela, que foi ingrata com o Atlético nas últimas semanas (Palmeiras, Corinthians e Inter fora de casa e Grêmio na Arena), pode dar uma ajudinha considerável nesta reta final do Brasileirão.

Isso porque os três próximos compromissos do clube serão em Curitiba, contra Santo André, Coritiba e Santos. As equipes paulistas na Arena e o Coxa no Couto Pereira.

Três vitórias nesses confrontos representam exatamente a quantidade de pontos necessários para o Furacão atingir 45 pontos, número mágico apontado por especialistas para se manter na elite, objetivo principal do Atlético neste ano.

Portanto, caso alcance 100% de aproveitamento nestes jogos, o mês de festividades do centenário do rival será também de muita comemoração rubro-negra, com a Série A garantida para 2010 e outro carimbo na temporada alviverde.

Impossível?

Três triunfos seguidos é uma tarefa difícil de ser alcançada neste Brasileirão, mas a atual campanha do Furacão dá esperança que isso é possível. Desde a chegada de Antônio Lopes, o time não perdeu na Arena.

Foram cinco partidas, com três vitórias e dois empates. E jogando como visitante, o Rubro-Negro tem sido surpreendente, com um dos melhores aproveitamentos da Série A (41,66%).

Aos dados citados, soma-se o fato de que o Atlético já engrenou uma sequência de vitórias na competição. Em agosto foram quatro: Fluminense, Cruzeiro, Botafogo e Barueri.

Focados

O técnico Antônio Lopes e seus atletas, no entanto, evitam comentar sobre essa meta de rendimento e preferem pensar apenas no próximo desafio. No caso, o Santo André.

“O importante é se preparar jogo a jogo. Nada disso de pensar numa sequência de três jogos”, afirmou o Delegado. O capitão da equipe, Paulo Baier, segue na mesma linha. “O jogo mais importante é o Santo André, porque se vencermos, abriremos 10 pontos deles e ficaremos bem encaminhados dentro do campeonato em relação ao rebaixamento. É importante o torcedor comparecer porque temos que vencer e será um jogo difícil”, comentou.

Clássico

Falar de Atletiba antecipadamente também é um assunto vetado no CT do Caju. Afinal de contas, o foco está no adversário de domingo. Entretanto, Rafael Miranda deixou escapar um pequeno comentário.

“Nossa meta é buscar o mais rápido possível pontos, sendo que temos 3 jogos agora em Curitiba. Claro que respeitando os adversários, mas sabemos que temos condições de vencer e buscar logo os 9 pontos que nos afastam de vez da zona de rebaixamento”, afirmou.

Se para a imprensa e torcedor, o discurso rubro-negro baseia-se no jogo a jogo, intramuros todos sabem a importância de aproveitar a sequência de partidas na capital paranaense.

Primeiro porque o Atlético contará com o apoio de seu torcedor em todos os confrontos e depois porque atuará contra dois times que estão abaixo na tabela de classificação e tem a chance de mantê-los no limbo.