Daniel é uma das opções de Riva
para completar a defesa.

O Atlético começa a semana de acertos para a participação na Copa dos Campeões. Desde sábado, o elenco está concentrado e vai ficar assim até terminar a participação no torneio. Estão previstos dois jogos-treinos antes do embarque para Teresina. Com isso, o técnico Riva Carli já deverá definir o grupo que estreará contra o Flamengo na capital do Piauí.

Os problemas do treinador se resumem à recuperação de alguns atletas. O zagueiro Rogério Correia, o volante Reginaldo Vital e o atacante Ilan voltam de cirurgias e só deverão estar fisicamente aptos a jogar em meados do mês que vem. Sem eles e sem o meia Kléberson, que está defendendo a seleção e dificilmente jogará a competição nordestina, Riva terá que armar a equipe com o que tem.

Para a zaga, as opções são Wellington Paulo, Daniel e Altair já que Ígor e Gustavo deverão permanecer como titulares. Para o meio, o técnico ainda depende da renovação de Adriano para compor o setor. Flávio Luís e Cocito deverão estar presentes com Rodrigo no lugar de Gabiru caso este não renove o contrato. Já para o ataque, as opções são melhores. Riva pode contar com Alex Mineiro, Kléber, Dagoberto e Adauto para preencher duas vagas. Ou, ele ainda pode ousar como na final do supercampeonato paranaense contra o Paraná e atacar com três, sacando um jogador de meia-cancha.

Tudo isso deverá ser testado nos jogos fechados a serem realizados no próprio CT. Na quinta, o adversário será o Iraty e no sábado a parada é contra o Tiradentes de Tijucas. A viagem para o Nordeste está marcada para a segunda-feira que vem pela manhã. O Furacão estréia na Copa dos Campeões contra o Flamengo no dia 3 de julho. Volta a jogar no dia 6 contra o São Caetano e termina a primeira fase pegando o Goiás no dia 13. As duas últimas partidas serão disputadas em Fortaleza.

Dispensa

O meia Leonardo acertou com o Atlético Mineiro e está foras dos planos do Rubro-Negro para o segundo semestre. Segundo a direção atleticana, o contrato foi encerrado e não houve interesse em renovação. A substituição do jogador ainda depende de uma análise entre a diretoria e o técnico do clube.