Em uma grande partida de futebol, o Atlético acabou perdendo para o Internacional pelo placar de 2 a 1 na tarde deste sábado (18), no Beira Rio, em Porto Alegre. O Furacão demonstrou muita personalidade, mas após a expulsão de Zé Antônio ficou mais difícil. O Atlético segue sua luta contra o rebaixamento neste Brasileirão.

Veja como foi o jogo no Lance a Lance do Paraná Online

O Atlético veio para o jogo mordido e com muita personalidade. Marcando a saída de bola do Inter, o Furacão não deixou a equipe gaúcha jogar e explorava os contra-ataques com muita velocidade e inteligência. O Inter começou pressionando, mas o Atlético se portou bem e começou a aparecer no ataque. A primeira boa chance foi aos 23, quando Ferreira e Geílson tabelaram e o colombiano bateu forte no canto esquerdo exigindo grande defesa de Lauro. Um minuto depois a resposta do Colorado. Nilmar saiu na cara de Galatto, que fez espetacular defesa evitando o gol.

O Atlético chegava com facilidade, mas não conseguia fazer o gol que daria tranquilidade à equipe. Foi justamente no seu melhor momento na partida quando o Furacão sofreu o gol. Aos 37 minutos, Nilmar recebeu passe açucarado de Alex e tocou por cima de Galatto fazendo 1 a 0 para o Inter.

Segundo tempo

O panorama não mudou na segunda etapa. O Atlético se portava muito bem e o Inter continuava incomodando com o trio Nilmar, Alex e D’Alessandro. A disciplina tática do Atlético impressionava. Cada jogador sabia o seu papel em campo e a zaga, mesmo com tantos desfalques, se portou muito bem.

O Internacional chegou com perigo aos 18 minutos. Andrezinho dominou livre dentro da área, mas bateu pra fora. Geninho trocou Geílson e colocou Pedro Oldoni em campo. O Furacão chegou com perigo pela primeira vez aos 24 minutos. Oldoni cabeceou e a bola por pouco não encobriu o goleiro Lauro. O Atlético não chegava com muita freqüência, mas estava sempre presente no campo do Colorado. Aos 27, o árbitro Cléber Wellington Abade expuslou Zé Antônio por segurar a camisa de Edinho matando o contra-ataque do Inter. O detalhe é que o lateral nem amarelo tinha.

Com um a menos ficou mais difícil e apenas dois minutos depois o Inter fez mais um gol. Alex entrou na área e mandou uma bomba: Galatto não teve a mínima chance de fazer a defesa. O Furacão não desisitiu e aos 33, Ferreira recebeu e bateu forte diminuindo o placar no Beira Rio. O Atlético arriscou ter tomado o terceiro gol e foi com tudo pra cima, mas não conseguiu o empate. Final em Porto Alegre: Internacional 2, Atlético 1.