Embalado pela goleada do fim de semana, o Atlético inicia hoje à noite sua seqüência de três jogos longe de Curitiba, sendo dois deles pelo Brasileirão e o outro pela Copa Sul-Americana.

O primeiro desafio será diante do São Paulo e o jogo promete ser bem difícil, já que o time do Morumbi, vem de uma derrota, saiu do G4 e precisa se recuperar. Já o Rubro-Negro não sabe o que é vencer fora da Arena desde a 1.ª rodada, quando bateu o Ipatinga, em Minas Gerais. Nos três meses seguintes, o time só acumulou derrotas. Oito no total.

Depois do São Paulo, o Furacão enfrenta o Galo em Belo Horizonte, pelo Brasileirão, e volta a jogar com o Tricolor paulista, pela competição internacional. Mesmo atuando sem o apoio do torcedor, o técnico Mário Sérgio sabe da necessidade de pontuar fora.

“Precisamos de pontos, até porque se perdermos os dois jogos fatalmente cairemos para a zona de rebaixamento. Então é uma situação delicada, mas que só depende de nós, da produção da equipe. São adversários difíceis, mas todos eles serão daqui em diante”, afirmou o comandante rubro-negro.

Time

Para o confronto de logo mais, o Atlético entrará em campo com alterações no time e no esquema tático. O ala Nei será substituído pelo zagueiro Alex Fraga. Assim, Mário Sérgio inova mais uma vez e monta pela 1.ª vez no ano, uma linha com quatro zagueiros, mais ou menos como se joga no futebol europeu. Nas demais posições, os mesmos jogadores que atuaram no fim de semana, adotando o esquema 4-3-3.

“Será uma linha de quatro zagueiros, com o Chico tendo mais liberdade pela esquerda. Mas vamos trabalhar com segurança. Liberamos os atacantes e os homens do meio-campo para encostar na frente, mas sempre com um losango de segurança na defesa”, explicou.

Dificuldades

Devido ao pouco tempo de treinamento, o técnico não poderá determinar marcação individual a alguns jogadores do São Paulo, como gostaria. Segundo Mário Sérgio, a marcação individual não se faz de um dia para o outro e, por isso, adotará a setorizada. “Eu não gosto muito desse tipo de marcação, mas é o que temos que fazer pois o pessoal está acostumado assim. Então vamos marcar forte, porque não podemos deixar o São Paulo à vontade, devido à qualidade do elenco”, analisou.

O treinador também citou como diferencial do Tricolor paulista o comando técnico. “Lá está um técnico que é um dos melhores do mundo e temos que ter cuidado. Ele é detalhista e estuda muito o adversário. Então não podemos dar chances”, finalizou.

21ª rodada do Campeonato Brasileiro
São Paulo x Atlético

Local: Estádio Morumbi, em São Paulo
Hora: 20h30
São Paulo: Rogério Ceni; Joílson, Rodrigo, Anderson e Richarlyson; Jean, Zé Luís, Hugo e Jorge Wagner; Éder Luis (Borges) e André Lima.
Técnico: Muricy Ramalho
Atlético: Galatto; Alex Fraga, Danilo, Antônio Carlos e Chico; Alan Bahia, Renan e Rodriguinho; Ferreira, Julio dos Santos e Pedro Oldoni.
Técnico: Mário Sérgio
Árbitro: Célio Amorim(SC)
Assistentes: Alcides Zawaski Pazetto(SC) e Kléber Lúcio Gil(SC).