A delegação do Atlético-MG viajou neste sábado para La Paz, na Bolívia, onde jogará na quarta-feira, contra o The Strongest, pela quarta rodada do Grupo 3 da Libertadores. E, para encarar a altitude da capital boliviana, que fica a cerca de 3.600 metros acima do nível do mar, a aposta do time mineiro é na força do seu contra-ataque.

“A equipe tem que estar compacta, não adianta se desgastar desnecessariamente. É preciso inteligência, explorar os contra-ataques”, avisou o volante Pierre, lembrando que o Atlético-MG precisa se fechar na defesa em La Paz e confiar na velocidade de jogadores como Bernard, Jô e Diego Tardelli no ataque para sair com a vitória na terça-feira.

Líder isolado do Grupo 3, com nove pontos, o Atlético-MG vai à Bolívia pensando em manter o aproveitamento 100% na Libertadores – uma vitória contra o The Strongest já garante a classificação antecipada para as oitavas de final. Feliz com o bom momento, a torcida foi ao aeroporto neste sábado para dar seu apoio antes do embarque.

Para poder viajar com antecedência para a Bolívia e poder se concentrar totalmente no duelo da Libertadores, o Atlético-MG conseguiu adiar o jogo que faria neste domingo pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. Assim, a partida contra o América de Teófilo Otoni, fora de casa, foi remarcada para o dia 20 de março.