Atlético Mineiro e Avaí empataram por 2 a 2, nesta quinta-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em um resultado que mantém os dois times fora do G-4. Após empatar com o Palmeiras e perder para o Corinthians, jogando em casa o time mineiro não conseguiu voltar a vencer na competição.

O Atlético esteve perto de encerrar a invencibilidade de nove rodadas do time de Santa Catarina. Abriu uma vantagem de 2 a 0, mas permitiu o empate no final, repetindo o placar do primeiro turno. Agora soma 33 pontos, na quinta posição na tabela de classificação. O Avaí está em 8.º, com 31.

Na etapa inicial, o Atlético foi agressivo e finalizou 11 vezes, mas não conseguiu superar o goleiro da equipe catarinense, Eduardo Martini, que fez importantes intervenções. Aos 35 minutos, ele defendeu um chute à queima-roupa do atacante Éder Luís. Embora cauteloso, o Avaí levou perigo nos contra-ataques.

Mas, no início do segundo tempo, Éder Luís não deu chances para Eduardo Martini. O atacante alvinegro aproveitou uma sobra de bola, avançou e tirou o goleiro da jogada para fazer 1 a 0, logo aos dois minutos.

O gol desestabilizou o time do técnico Silas e o Atlético ampliou cinco minutos depois. O meia Renan Oliveira fez boa jogada e serviu Marcos Rocha, que só empurrou para as redes. Na sequência, a equipe mineira ainda perdeu duas chances claras para fazer o terceiro gol.

Mesmo acuado, o Avaí conseguiu descontar aos 18 minutos. Após uma saída errada do time atleticano, o lateral-esquerdo Eltinho chutou forte de esquerda no ângulo esquerdo do goleiro Édson.

O time catarinense pressionou muito e conseguiu o empate aos 43 minutos, numa trapalhada de Édson. O goleiro alvinegro saiu mal, dividiu com Odair e a bola entrou: 2 a 2, para a revolta da torcida atleticana presente no Mineirão.

Ficha técnica

Atlético-MG 2 x 2 Avaí

Atlético-MG – Édson; Marcos Rocha (Júnior), Werley, Welton Felipe e Thiago Feltri; Jonílson, Carlos Alberto, Tchô (Paulinho) e Renan Oliveira; Éder Luís e Rentería (Wellington Saci). Técnico: Celso Roth.

Avaí – Eduardo Martini; Augusto (Fabinho Capixaba), Rafael e Emerson; Luís Ricardo (Odair), Marcus Winícius, Léo Gago, Marquinhos e Eltinho; Muriqui e William. Técnico: Silas.

Gols – Éder Luís, aos 2, Marcos Rocha, aos 7, Eltinho, aos 18, e Odair, aos 43 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Jonílson, Welton Felipe e Carlos Alberto (Atlético-MG); Muriqui (Avaí).

Árbitro – Heber Roberto Lopes (Fifa-PR).

Renda – R$ 234.604,00.

Público – 18.567 pagantes.

Local – Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).