A diretoria do Atlético Mineiro atendeu ao pedido do técnico Cuca e encaminhou nesta sexta-feira uma queixa formal contra a arbitragem de Célio Amorim na derrota do time por 1 a 0 para o Atlético Paranaense, na noite de quarta-feira, em Curitiba, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O clube explicou que a reclamação contra a arbitragem de Célio Amorim foi protocolada na Federação Mineira de Futebol, que a encaminhará à Comissão de Arbitragem. “O Atlético protocolou, nesta sexta-feira, na Federação Mineira de Futebol, uma queixa formal contra a arbitragem de Célio Amorim (SC), que o técnico Cuca e a diretoria entendem ter prejudicado o Atlético na partida contra o Atlético-PR”, afirma a nota oficial divulgada pelo clube.

Na partida da quarta-feira, o Atlético-MG teve dois jogadores expulsos – o centroavante Alecsandro e o lateral-direito Marcos Rocha. Além disso, os outros quatro jogadores do time que entraram pendurados com dois cartões amarelos – os volantes Leandro Donizete e Josué e os atacantes Luan e Diego Tardelli – foram advertidos por Célio Amorim.

Assim, os seis jogadores vão desfalcar o Atlético-MG na partida deste domingo com o Flamengo, no Independência, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a derrota de quarta, o time caiu para o sétimo lugar, com 42 pontos.