Após importante vitória sobre o Corinthians por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, o Atlético Mineiro volta as suas atenções para a Copa do Brasil e enfrenta a Chapecoense, no estádio Independência, em Belo Horizonte, nesta quarta-feira, às 19h30, pela partida de ida das oitavas de final.

O objetivo é fazer um bom resultado para jogar com o regulamento no segundo jogo. O duelo de volta está marcado para o próximo dia 16, às 19h30, na Arena Condá, em Chapecó (SC). A confiança da torcida mineira também aumentou porque já foram comprados quase 17 mil ingressos, o que deve deixar o estádio Independência lotado.

Como disputou a Copa Libertadores, a Chapecoense faz a sua estreia na Copa do Brasil nas oitavas de final. A campanha na competição sul-americana, no entanto, não foi como esperado. O time catarinense foi eliminado antes mesmo da fase de grupos pelo Nacional, do Uruguai, com duas derrotas por 1 a 0.

Se o momento atleticano é bom, a sua campanha na competição teve altos e baixos. Na primeira fase se classificou com um empate por 1 a 1 contra o Atlético Acreano-AC, na Arena da Floresta, em Rio Branco. Na sequência, passou pelo Botafogo-PB com uma goleada por 4 a 0, em pleno estádio Almeidão, em João Pessoa. Na terceira fase, quando os confrontos começaram a ser disputados em partidas de ida e volta, bateu o Figueirense fora por 1 a 0, mas perdeu por 2 a 1 em casa e avançou nos pênaltis. Na sequência, passou pelo Ferroviário-CE com mais uma vitória por 4 a 0, em Belo Horizonte, e empate por 2 a 2 no Ceará.

OS TIMES – O técnico Thiago Larghi, do Atlético-MG, confirmou o retorno do experiente zagueiro Leonardo Silva, que estava se recuperando de lesão muscular. Sem atuar desde a final do Campeonato Mineiro, no dia 8 de abril, o defensor entra na vaga de Bremer, que vinha formando dupla com Gabriel. Quem também está recuperado e pode ser relacionado é o meia Cazares. No entanto, o equatoriano deve ficar apenas como opção no banco de reservas.

“Estas opções são importantes porque são jogadores experientes. O Leo (Leonardo Silva) deve entrar, mas o Cazares, talvez, durante o jogo”, avisou Thiago Larghi.

A Chapecoense vem de empate sem gols com o Palmeiras, em São Paulo, no último domingo, pelo Brasileirão. O técnico Gilson Kleina aprovou a atuação da equipe e deve repetir a formação titular. “O conjunto, neste momento, é a nossa principal arma. Será um jogo difícil porque teremos que saber sofrer com a pressão atleticana”, alertou.

Apesar de seguir sem vencer no Brasileirão, o resultado foi visto como positivo por ter acabado com uma sequência de seis partidas sofrendo gols. Mas com dois pontos, ocupa posição perigosa, bem perto da zona de rebaixamento.