BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – O Atlético-MG higienizou o centro de treinamentos e realizou testes rápidos, nesta segunda-feira (11), para detectar jogadores, membros da comissão técnica e funcionários que podem ter contraído o novo coronavírus.

Rodrigo Lasmar, diretor médico do clube mineiro, é quem se encarrega dos exames ao lados dos demais membros do departamento.

“Nosso fluxo consiste em uma primeira barreira, na entrada do CT, onde todos preenchem um questionário, relatando possíveis sintomas, queixas, para que possamos conhecer um pouco melhor. Também é efetuada a medição da temperatura e, a partir de então, ele é encaminhado para a realização dos testes. Temos três colhedores que estão fazendo tanto o exame da secreção nasal, que nos permite identificar a presença do vírus, quanto o exame de sangue, que nos permite identificar aqueles que já tiveram contato com o vírus e desenvolveram anticorpos contra ele”, disse Lasmar.

A intenção do clube, neste momento, é preparar a volta gradativa às atividades. A diretoria informa que segue protocolos estabelecidos pela equipe médica e também respeita as recomendações das autoridades de saúde.