Conquistar sete dos nove pontos disputados nas partidas contra Santos, Goiás e Fluminense. Essa ousada meta foi idealizada pela comissão técnica rubro-negra antes mesmo do confronto e da vitória diante do Peixe, dia 21, e caso seja alcançada recoloca o Atlético no páreo, brigando para ficar próximo da zona de classificação para as competições internacionais. E a posição ambicionada pelo clube, no entanto é bem diferente da incômoda situação vivida atualmente: 16º lugar até o ínico da rodada, na porta da zona da degola.

O primeiro obstáculo para atingir a meta foi superado pelo grupo atleticano com o triunfo sobre o Santos. Hoje à tarde, porém, inicia a fase mais difícil: vencer longe da Arena. Nos cinco jogos que disputou como visitante neste Brasileirão, o Rubro-Negro não conseguiu somar um ponto sequer. O Goiás será o adversário da vez. Depois, a parada é com o Fluminense, no Rio de Janeiro.

Para o confronto no Serra Dourada, Carpegiani realiza duas alterações em relação ao time que venceu o Santos, na última rodada. Entram o zagueiro Manoel e o volante Chico nos lugares de Rhodolfo (suspenso) e Deivid. Outras mudanças podem acontecer já que Carpegiani prima pelo esquema e não tanto pela manutenção de jogadores. “A preocupação não deve ser com a escalação, mas com o desempenho do time que entra em campo. Estamos treinando muito a equipe e eles estão assimilando bem. Vocês (imprensa) se apegam a nomes e não pode se apegar a nomes, mas à maneira de jogar”, filosofou Carpegiani.

Indagado se a intenção é repetir a maneira de jogar que surpreendeu o Santos na Arena, o treinador rubro-negro respondeu que sim, adiantando que talvez a fórmula adotada não se encaixe perfeitamente contra o time esmeraldino, que possuiu um esquema de jogo diferente do Peixe. “Temos um time e não podemos modificá-lo em razão do adversário. Temos uma maneira de jogar. Sabemos como atua o Goiás e respeitamos. Será uma partida difícil. Vamos com toda a atenção e para buscar a vitória porque um ponto não serve pra nós nem pro Goiás”, finalizou.

Série A – 11ª rodada

Goiás

Rodrigo Calaça; Carlos Alberto, Ernando, Rafael Tolói e Wellington Saci; Amaral, Wellington Monteiro, Jonílson e Bernardo; Rafael Moura e Everton Santos.
Técnico: Emerson Leão

Atlético

Neto; Wagner Diniz, Manoel, Leandro e Bruno Costa; Vitor e Chico; Paulo Baier, Paulinho e Bruno Mineiro; Alex Mineiro.
Técnico: Paulo César Carpegiani

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Hora: 16h
Arbitro: Ricardo Marques Ribeiro(Fifa/MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Sousa Santiago (Fifa/MG) e Jair Albano Félix/MG