Na conversa com o time, Mário
pediu humildade diante do Santos.

O técnico Mário Sérgio, do Atlético, não quer dar moleza para o campeão brasileiro e vai armar marcação especial para cima de Diego e Robinho.

Os principais destaques do Santos não terão sossego nesta partida em que o rubro-negro buscará a segunda vitória seguida no Brasileirão. A única novidade na equipe será a volta do zagueiro Tiago, que entra no lugar de Alan Bahia, suspenso. O confronto está programado para amanhã, às 16 horas, na Vila Belmiro.

“Eu não posso negar e tenho que ter a humildade de reconhecer que Diego e Robinho são jogadores de exceção e terão marcações firmes”, aponta o treinador do Furacão. Segundo ele, tanto um quanto outro terão jogadores em seu encalço para não terem liberdade de criar. “Eu coloquei o Rogério (Correia, zagueiro) marcando o Nélio como se fosse o Robinho e o Luciano (Santos, volante) marcando o Fabrício como se fosse o Diego”, revela.

No treino coletivo de ontem, o time reserva simulou em detalhes a forma de atuar do Peixe. Até os deslocamentos de Robinho foram seguidos à risca por seu “intérprete” e seu marcador. “Eu pedi para o Nélio que variasse bastante, para a esquerda e para a direita, porque é o comportamento normal do Robinho nas partidas. E, o Rogério se saiu muito bem. Marcou em cima e valeu por que vai condicionando o time a esse tipo de marcação”, complementa.

Além da marcação especial nos craques santistas, a outra alteração no time em relação à vitória sobre o Coritiba será a entrada de Tiago na zaga. Ele substituirá o volante Alan Bahia, que tomou o terceiro amarelo. Com a alteração, Mário Sérgio contabiliza perdas e ganhos. “Nós ganhamos na bola alta com o Tiago e perdemos no meio-de-campo na facilidade de passe. Mas, pode haver uma troca e o Rogério fazer o papel que vinha sendo do Alan Bahia”, explica.

Tudo isso para tentar quebrar o tabu de ainda não ter vencido duas vezes seguidas no campeonato brasileiro e reafirmar a volta dos bons tempos para o rubro-negro. Como passou pelo Coritiba, Mário Sérgio também está fazendo a cabeça dos jogadores para, entrarem em campo com salto alto. “As pessoas que os cercam começam a incensá-los demais e, em cima de um resultado isolado, eles começam a pensar os melhores resultados do mundo. Por isso eu tenho que chamá-los todos os dias para a realidade”, aconselha.

Uma ação para conquistar a torcida do Norte

O Atlético começou ontem uma ação para transformar a perda de mando de campo de um jogo pelo campeonato brasileiro num grande evento para promover a sua imagem no Norte do Estado. Penalizado pelo mau comportamento da torcida na partida contra o Cruzeiro, o rubro-negro terá que enfrentar o Vitória, quarta-feira que vem, no Estádio do Café, em Londrina. Uma equipe de marketing já está na cidade e uma força-tarefa segue na segunda-feira para deixar a estrutura local de acordo com as exigências do Furacão.

“O Atlético está fazendo algumas ações de marketing, no sentido de levar alunos das escolas de Londrina e liberando o ingresso para crianças com menos de 12 anos e brindando essas crianças com uma camiseta que estampa a campanha Clube Atlético dos Paranaenses”, diz o vice-presidente do conselho deliberativo, Antônio Carlos Bettega. De acordo com ele, o mais importante é que o clube não irá a Londrina apenas para jogar essa partida e sim para deixar marcada a sua passagem pela cidade. “Nós vamos com uma infra-estrutura, inclusive no sentido de verificar as condições de gramado, vestiários, etc. Nós estamos levando o espírito da Baixada a Londrina. Portanto, pedimos o apoio dos londrinenses para que apóiem o Atlético, que assistam esses meninos, que são da periferia de Londrina, como Fernandinho, Jádson e Dagoberto”, finaliza.

Malita é o adversário

O Malutrom volta a campo amanhã pela Copa Sesquicentenário. A partida contra o Atlético Paranaense acontece às 11h, no CT do Caju. O time conquistou até agora um ponto na competição e o Rubro-Negro, que está jogando com sua equipe B, tem sete. Mas a equipe alviceleste tem um jogo a menos, pois o confronto contra o Rio Branco, de Paranaguá, foi transferido para o dia 9 de novembro, no estádio do Pinhão.

O técnico Mauro Madureira comanda o último treinamento antes da partida na manhã de hoje, no CT do Barigui. Entretanto, o time está praticamente definido. O Malita deve enfrentar o Atlético com Rodrigão; Willian, Rafael, Leonardo e Iverton; Emerson Conceição, Juarez, Dirceu e Mikael; Neto e Léo.