Valquir Aureliano / O Estado do Paraná
Pingo aparece hoje no meio-campo do
Atlético, para jogar ao lado de Alan Bahia.

Passada a maré baixa das últimas semanas com problemas de toda sorte, o Atlético entra em campo hoje para confirmar a boa fase dentro e fora dos campos. Depois da vitória sobre o Internacional, em Goiânia, e trazer a partida contra o Criciúma de volta para a Arena, partida vencida no tapetão, o Rubro-Negro tem pela frente o Fluminense, às 16h, no Maracanã.

Mesmo sem Marcão e Marinho, suspensos, o Furacão aposta em Ígor e Pingo para voltar a mostrar o futebol que levou a equipe ao primeiro lugar do campeonato brasileiro.

“Vimos que a parte fora de campo está trabalhando e que as pessoas estão se esforçando para que as coisas saiam da melhor maneira possível. Agora, temos de fazer a nossa parte em campo para completar esse trabalho”, analisa o meia William, espécie de curinga e 12.º jogador do esquema do técnico Levir Culpi. Segundo ele, as condições estão favorecendo o Atlético e a tendência é o time fazer dessa partida o “sprint” final na busca pela segunda estrela dourada. “Temos tudo para dar um bom resultado para os nossos torcedores”, aponta.

Razões para isso não faltam. Após o time sofrer pressões das mais variadas na competição e sofrer um baque, que resultou em duas derrotas seguidas, as coisas parecem ter voltado ao normal. O atacante Dênis Marques tem substituído bem a Dagoberto (machucado), o time conseguiu vencer o Internacional em Goiânia e fez valer o mando e, agora, conseguiu vencer uma no tapetão para jogar contra o Criciúma em casa.

Com tudo isso, só resta o meia Jádson voltar a mostrar um bom futebol e provar porque é considerado a principal revelação do atual Brasileirão. E, ele promete que vai melhorar. “Estou aprendendo a jogar com um homem de marcação por perto. Se isso acontecer contra o Fluminense, tenho de ser melhor que o outro”, justifica. Para ele, vai ser fundamental conseguir a vitória sobre os cariocas. “Precisamos dessa vitória para embalar de novo na competição. A pegada será forte para conseguirmos esse bom resultado”, completa.

Para tanto, as novidades serão o zagueiro Ígor e o volante Pingo. A escalação oficial só sai momentos antes da partida. O treinador rubro-negro manteve o mistério e realizou treinamentos com portões fechados, mas os próprios atletas confirmaram a escolha, que deve manter a forma do time atuar, com Fabiano atuando como líbero.

Fluminense não quer correr riscos

Rio (AE) – Com o objetivo de conquistar uma vaga na Sul-Americana e evitar repetir o vexame da goleada para o Santos, o Fluminense armou uma tática defensiva para enfrentar o Atlético. O provável desfalque do meia Roger dificultará o desempenho da equipe carioca.

Durante a semana, a principal preocupação do técnico tricolor Alexandre Gama foi a de treinar a marcação no meio-de-campo, além de exigir que os jogadores saíssem rápido para a criação das jogadas ofensivas. Para o treinador, o time não pode cometer os mesmos erros que levaram a equipe a sofrer cinco gols na partida contra os santistas.

“O time apertou a marcação e quando teve a posse de bola saiu rápido para o ataque. É assim que eles têm que entrar em campo, com força e atitude”, afirmou Gama. “Por causa da goleada, vamos entrar em campo mais cautelosos. Mas isso não significa que jogaremos na defesa. Iremos atacar.”

Sobre Roger, a única dúvida no Fluminense, Gama explicou que, pela importância do jogador na equipe, irá esperá-lo até momentos antes da partida. Alan já foi avisado pelo treinador de que ficará com a vaga, caso o meia não tenha condições de atuar. O outro desfalque, o lateral-esquerdo Júnior César, será substituído por Mineiro.

CAMPEONATO BRASILEIRO
FLUMINENSE x ATLÉTICO

Fluminense: Fernando Henrique; Leonardo Moura, Odvan, Antonio Carlos e Mineiro; Marcão, Marciel, Diego e Roger (Alan); Alessandro e Rodrigo Tiuí. Técnico: Alexandre Gama

Atlético

: Diego; Rogério Corrêa, Fabiano e Igor; Fernandinho, Pingo, Alan Bahia, Jadson e Ivan; Dênis Marques e Washington. Técnico: Levir Culpi

Súmula
Local
: Maracanã (Rio de Janeiro-RJ)
Horário: 16h
Árbitro: Lourival Dias Lima Filho (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha Mattos (BA) e Adriano Nemésio dos Santos (BA)