Em uma partida que era considerada decisiva para as pretensões do Atlético no Campeonato Brasileiro, o Furacão enfrentou o Bahia, na noite desta quarta-feira, em Salvador, e perdeu por 1 a 0. Com o resultado, a situação do Rubro-Negro na tabela de classificação da Série A segue complicada. O time paranaense está na zona de rebaixamento, na 18ª colocação, com 23 pontos ganhos. Próximo desafio será o Fluminense, sábado, às 18 horas, na Arena.

Para não levar pressão inicial do time da casa, o Atlético procurou marcar sob pressão desde o começo da partida. O Bahia também marcou o time paranaense em cima para não deixar o Furacão sair jogando. A primeira chance foi do Bahia. Aos 10 minutos, Dodô cruzou na cabeça de Souza, que desviou para fora assustando Renan Rocha.

Aos 20 a resposta do Furacão. Edilson colocou na cabeça de Morro Garcia, que cabeceou bonito, mas a bola tirou tinta da trave e foi para fora. Na sequência quase o gol dos baianos. Paulo Miranda recebeu lançamento e livre na cara do gol tentou o toque para Souza, mas a zaga do Atlético tirou. Aos 33 a melhor chance do jogo. Marcos recebeu de Souza e frente a frente com o goleiro exigiu um milagre de Renan.

Para o segundo tempo, o técnico Antônio Lopes não mexeu, assim como Joel Santana. Lembrando que no fim do primeiro tempo, Souza deixou o campo machucado para entrada de Júnior. O Atlético assustou primeiro na etapa complementar. Morro Garcia recebeu livre dentro da área e bateu torto perdendo grande oportunidade.

Aos 19 minutos mais Furacão. Morro Garcia fez jogada espetacular e bateu por cima do gol. Se o Atlético não conseguiu marcar, o Bahia chegou lá aos 30 minutos. Júnior recebeu livre dentro da área e tocou por cobertura para abrir o placar. O time paranaense pressionou em busca do empate, teve uma grande chance com Nieto, mas o gringo não marcou. Final: Bahia 1, Atlético 0.