O Atlético pode realizar a contratação mais cara da sua história ainda nesta semana. O diretor de futebol do clube, Alfredo Ibiapina, segue no Uruguai para tratar da negociação com o atacante Santiago García, do Nacional. O reforço poderá custar cerca de R$ 8 milhões aos cofres rubro-negros.

De acordo com informações da imprensa uruguaia, este seria o valor para a compra de 100% dos direitos econômicos do atleta. O Atlético pretendia comprar metade desta porcentagem. Porém, o procurador do atleta tem pedido um valor maior, o que estaria dificultando a negociação.

Em entrevista a jornalista Nadja Mauad, o dirigente atleticano afirmou que aguarda por uma reunião com o empresário do uruguaio. “Estou esperando essa reunião agora entre o clube e o procurador do jogador”, disse Ibiapina.

Martinuccio e Mota

Além do uruguaio, o Furacão também já abriu negociações com o meio-campista do Peñarol, Martinuccio, e o atacante Mota, atualmente no futebol sul-coreano. Porém, as transferências desses atletas devem ser dificultadas pela alta concorrência.

O argentino possui propostas de mais três clubes brasileiros e dois europeus. Já o brasileiro deverá retornar ao país somente para jogar no Ceará, clube onde ganhou destaque.