Por conta da realização da Copa do Mundo, o Campeonato Brasileiro precisou ser interrompido durante um mês. Período no qual os jogadores tiveram alguns dias de folga e depois as equipes puderam realizar uma espécie de intertemporada, para treinar com intensidade e ajustar alguns erros apresentados até aquele momento.

Passados 32 dias desde o retorno das atividades e sete rodadas disputadas do Brasileirão, alguns times mostram que aproveitaram bem este tempo. Um deles é o Atlético. Embora ainda esteja na zona de rebaixamento, o Furacão tem a sétima melhor campanha pós-Copa, com duas vitórias, três empates e uma derrota, totalizando 50% de aproveitamento. Um número que poderia ser até melhor, uma vez que o Rubro-Negro tem um jogo a menos – o duelo com o Vasco foi adiado para o dia 29 de agosto, por conta dos compromissos das duas equipes na Copa do Brasil -.

Como um comparativo, o melhor clube desde que a bola voltou a rolar é o São Paulo, com 86% de aproveitamento, com seis vitórias e uma derrota, seguido por Grêmio e Internacional, com 76%, Palmeiras (67%), Ceará (61%) e Bahia (56%), sendo os dois últimos também com seis jogos partidas.

Tricolor piorou após a parada da Copa e caiu para a lanterna. Foto: Marcelo Andrade
Tricolor piorou após a parada da Copa e caiu para a lanterna. Foto: Marcelo Andrade

Ou seja, o time atleticano, embora ainda esteja na 18ª posição, tem campanha superior àqueles que brigam pelo título, como Flamengo e Atlético-MG, e também daqueles que estão no bolo pra sair da zona de rebaixamento, como Chapecoense, Sport, Vasco e Vitória.

Confira a classificação completa do Brasileirão

Por outro lado, o Paraná Clube piorou seu desempenho depois da Copa do Mundo. Antes da parada, o Tricolor estava na 18ª posição. Após o Mundial, o time tem a 19ª melhor campanha, com apenas uma vitória, um empate e cinco derrotas, totalizando 19% de aproveitamento, números melhores apenas que o do Sport, que neste período somou um único ponto em sete rodadas.

Isto explica o fato de o time paranista ser o atual lanterna do Brasileirão, uma vez que concorrentes diretos somaram mais pontos, abrindo distância na luta para se manter na elite no ano que vem. Além disso, o Paraná Clube já realizou um jogo a mais que a maioria dos adversários que rondam a ZR, o que gerou uma troca no comando técnico, com o objetivo de se recuperar a tempo.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!