Há exatamente dois meses, um empate contra o Cascavel reforçou o período de turbulência passado pelo Atlético na fase inicial do Paranaense 2010. Hoje, contra o mesmo time cascavelense, o Rubro-Negro tem a oportunidade de comprovar que os tempos são outros e o bicampeonato é possível.

Para o confronto das 16h, na Arena, mesmo parte dos personagens são distintos em relação a escalação que anteriormente ficou no 0 a 0 contra a Serpente. O treinador Antônio Lopes foi dispensado, o volante Alex Sandro negociado e o atacante Marcelo se recupera de uma lesão.

Com a chegada do técnico Leandro Niehues, o antigo 4-4-2 foi esquecido e o Atlético voltou a se armar no 3-5-2.

Tática do treinador impulsionada pela volta de Paulo Baier, um esquema para manutenção de Netinho – que agora joga como um segundo volante.

“Em algumas oportunidades ele vai chegar lá na frente para concluir, mas a função dele não é essa”, resumiu o comandante, ao falar da nova atribuição do pupilo.

Netinho, que agora atua na distribuição de bolas a partir da saída pro jogo no setor defensivo, diz que está se adaptando ao novo estilo de jogar futebol.

“Às vezes, tecnicamente posso não fazer uma grande partida. Mas estou me doando integralmente ao time”, ressaltou.

Na linha de frente, ao lado de Bruno Mineiro, o reforço do argentino Javier Toledo ajudou a dar novas características ao Furacão. O sucessor de Marcelo atua como um segundo atacante, mais preocupado com o toque final ao camisa 9 do Atlético ou para quem chegar de trás.

Para também permanecer no ‘Esquema Niehues’, até quem manteve lugar entre os titulares teve que se habituar a uma nova forma de jogar. O volante Chico, por exemplo, passou a ser utilizado como líbero. Trata-se de uma forma de estabilidade ao time, tanto atrás como na frente – já que Netinho, apesar de ajudar na marcação, é um armador de ofício.

Convidado a dar a palavra final sobre as mudanças entre o Atlético de “antes e depois’, o maestro Paulo Baier resumiu: “Acho que agora temos o time um pouco mais pra frente, mais solto, criando chances de gol. Os jogadores estão tentando fazer o que o Leandro está pedindo. Nos últimos jogos a equipe esta atuando bem. Espero que a gente possa manter isso”.