Daniel retorna ao time.

O Atlético entra em campo contra o Vasco hoje, às 18h, na Arena da Baixada, com o intuito de se despedir da torcida dando um belo presente de Natal: uma vitória.

Após um ano turbulento, no qual a diretoria teve que apagar alguns incêndios provocados pelos fracassos dentro de campo, a intenção é se despedir da Arena deixando esperanças de um ano melhor. Um resultado positivo também mantém viva a chance de classificação do Rubro-Negro para a Copa Sul-Americana – se vencer o jogo de hoje e o próximo, contra o Paysandu, em Belém, o passaporte estará carimbado. E se nos momentos de apreensão a torcida atleticana fez questão de marcar presença na Arena – a média de público do Atlético no Brasileirão é a melhor dentre as equipes paranaenses – hoje espera-se casa lotada e uma retribuição do time à altura.

Embalado após três vitórias consecutivas, a equipe continua motivada, mesmo que o prêmio no final dessa temporada só possa ser saboreado no segundo semestre de 2004. “Estamos em ritmo de disputa de título. O Cruzeiro já é o campeão, mas ainda temos ambições. Isso nos empolga”, diz o volante Luciano Santos.

Para deixar o time ainda mais animado, o adversário não tem mais nenhum objetivo na competição a não ser cumprir tabela. Por isso mesmo, o Atlético tem a obrigação de partir para o ataque. “Respeitamos o adversário, mas vamos em busca da vitória. O time vem em boa fase e tem tudo para conseguir mais três pontos”, acredita Luciano.

Justamente pensando na “boa fase”, o técnico Mário Sérgio decidiu manter a equipe que iniciou a partida contra o Guarani. Isso só foi possível com a recuperação do zagueiro Daniel, que deixou o gramado da Baixada, no sábado passado, com fortes dores musculares. “Fizemos certo ao poupá-lo no final daquele jogo. Agora temos ele inteiro para o desafio com o Vasco”, comentou o técnico Mário Sérgio. O treinador aproveitou para elogiar o trabalho do meia Fabrício, que voltou a editar o bom futebol que o fez brilhar no América Mineiro. “Ele foi muito bem e merece ficar na equipe”, disse Mário.

Campeonato Brasileiro
45ª Rodada
Local: Estádio Joaquim Américo
Horário: 18h
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Giovani César Canzian (SP) e Márcio Luiz Augusto (SP)

ATLÉTICO-PR
X
VASCO

ATLÉTICO
Diego, Rogério Correia, Daniel, Alessandro Lopes, Alessandro, Luciano Santos, Alan Bahia, Fabrício, Adriano, Isaías, Alex Mineiro. Técnico: Mário Sérgio

VASCO
Fábio (Márcio), Alex Silva, Wescley, Henrique, Vítor Boleta, Da Silva, Rodrigo Souto, Igor, Morais, Edmundo, Valdir. Técnico: Mauro Galvão

Luciano Santos pode se despedir

A partida de hoje pode ser a última do volante Luciano Santos com a camisa do Atlético no templo rubro-negro. Isso porque seu contrato com o clube vence no dia 31 de dezembro e ele já deixou bem claro que só fica no Rubro-negro se houver um reajuste salarial. Como ele é dono dos próprios direitos federativos, o clube fica livre de pagar empréstimo.

Além de Luciano, quem tem o prazo do contrato expirando é o meia Adriano. De seis em seis meses, a diretoria atleticana se desdobra para renovar o empréstimo do jogador, que tem direitos federativos presos ao Olympique de Marselha.

Difícil

Ao passo que começa a trabalhar nos contratos de Luciano Santos e Adriano, a diretoria já descartou o retorno de atletas que fizeram história na campanha do título brasileiro de 2001. O volante Cocito, que está no Corinthians, o zagueiro Gustavo, que defende o São Caetano, e o lateral-esquerdo Fabiano, atualmente no São Paulo, não devem ter seus empréstimos renovado por seus respectivos clubes. Entretanto, o presidente atleticano, Mário Celso Petraglia, já descartou a presença desses atletas em 2004. “Eles saíram para ganhar salários muito acima do que podemos pagar. Não vão querer voltar para ganhar menos”, disse Petraglia.