Ilan está fora da próxima partida.

O atacante Ilan será o desfalque do Atlético para a próxima rodada do campeonato brasileiro. Após levar uma entrada maldosa do lateral Paulo Rodrigues, do Vitória, o jogador sofreu uma entorse no joelho direito e está com suspeita de rompimento de ligamentos. Hoje, o departamento médico deverá divulgar os resultados dos exames realizados e o tempo de recuperação do artilheiro. Para seu lugar, Alex Mineiro já está treinando com bola e deve ser confirmado ao lado de Dagoberto para enfrentar o Corinthians, domingo, em São Paulo.

O lance envolvendo Ilan aconteceu no segundo tempo da partida de quarta-feira contra os baianos, em Londrina. A situação foi tão grave que o atacante precisou ser carregado. Ontem, já em Curitiba, ele foi levado para um exame de ressonância magnética, que deve apontar hoje a gravidade da lesão. Para domingo, a sua presença já está descartada.

Não bastasse o artilheiro do time, a bruxa também não poupou o meia Fabrício e o goleiro Diego. O primeiro sofreu uma crise de apêndice e faz tratamento separado do elenco e o segundo teve uma pequena lesão na coxa direita. Para não agravar a situação, o arqueiro foi poupado do treino regenerativo de ontem e a expectativa é de que ele possa voltar ao trabalho normal hoje.

Com tudo isso, o técnico Mário Sérgio comanda os trabalhos à tarde, no CT do Caju, de olho no departamento médico. Se puder contar com Diego, ele retomará a camisa 1 após cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. O outro retorno deverá ser o de Alessandro à ala-direita. A dúvida fica por conta do aproveitamento de Fernandinho ou Alan Bahia na meia-cancha. A primeira opção deixa o time mais avançado enquanto a presença do volante torna a equipe mais conservadora.

Motivação

Sem a presença do técnico Mário Sérgio, o preparador físico Flávio de Oliveira recepcionou os jogadores na reapresentação do elenco após a derrota para o Vitória. Tentando reanimar o grupo e dar moral nas vésperas de um jogo importante contra o Corinthians, lembrou aos jogadores que eles têm qualidade e não podem cometer constantemente os erros que estão sendo cometidos.

Prejuízo na tabela e no borderô

Os dirigentes do Atlético ainda não contabilizaram o prejuízo devido aos objetos jogados em campo pela torcida na partida contra o Cruzeiro. Devido ao mau comportamento dos torcedores, o Rubro-Negro teve que enfrentar o Vitória em Londrina. A renda, de pouco mais de R$ 12 mil, não ajudou nem a pagar as despesas com o Estádio do Café. Isso sem contar o custo com a hospedagem da delegação, o marketing agressivo na cidade para melhorar a imagem do clube e com a força-tarefa enviada especialmente de Curitiba para dar um trato no campo de jogo. Fora a perda dos três pontos para os baianos, que deixa o Furacão muito próximo da zona de rebaixamento. Os reflexos de mais uma má jornada pôde ser visto na reapresentação do elenco, ontem, no CT do Caju. Sem a presença do técnico Mário Sérgio, o preparador físico Flávio de Oliveira recepcionou os jogadores e comandou os trabalhos. Tentando reanimar o grupo e dar moral nas vésperas de um jogo importante contra o Corinthians, lembrou a eles de suas qualidades e que não poderiam continuar cometendo constantemente os erros que estão sendo cometidos.

Os atletas, por sua vez, tentam encontrar explicações para a má campanha, até aqui, no campeonato brasileiro. “É difícil. A gente está trabalhando, mas os resultados não estão aparecendo ou aparecem a cada dois ou três jogos. A gente tem que ter a cabeça no lugar porque sabemos que temos muita qualidade”, analisa o meia Fernandinho. Para o atacante Dagoberto, a realidade é essa e ninguém pode fugir.

“Temos que trabalhar para sair dela e vamos fazer de tudo para, contra o Corinthians, conseguir um bom resultado”, apontou. Para quebrar o gelo e deixar o ambiente mais agradável, o atacante Alex Mineiro fez o encontro do volante Alan Bahia com o cinegrafista do SBT, Gabriel Freitas. Para o artilheiro, os dois são muito parecidos. Constatação que levou o lateral-direito Alessandro a sugerir que Gabriel seria o pai de Alan.

Silêncio

Enquanto isso, o meia Adriano não quis nem saber de falar com a imprensa após o treinamento de ontem, ao ser chamado pela assessoria para atender os repórteres.