Foto: Ciciro Back
Alan Bahia volta ao time, que depois de nove meses muda o esquema tático para o 4-4-2.

O Atlético não tem alternativas hoje, às 16h, na Baixada. Superar o Goiás e conquistar a primeira vitória em casa no Brasileirão é obrigação assumida por todo o elenco rubro-negro. Um novo tropeço pode mandar o time para as últimas posições e fazer soar o alerta de crise no CT do Caju.

Em busca de seu primeiro triunfo desde que assumiu o comando do Furacão, o técnico Roberto Fernandes muda a postura da equipe atleticana. Pela primeira vez em nove meses, o Atlético entrará em campo sem a linha defensiva de três zagueiros e armado no sistema 4-4-2.

O objetivo da mudança é deixar o time novamente com a cara do Furacão: forte, veloz e mortal. ?Temos que criar muito mais do que temos criado. Pressionar bastante o Goiás, tentar roubar a bola no campo deles e chegar rápido ao gol?, diz Marcelo Ramos, artilheiro rubro-negro na temporada.

Além do esquema tático, a única mudança em relação à equipe que foi derrotada por 1 a 0 pelo Palmeiras, no último domingo, deve ser o retorno de Alan Bahia ao meio-campo, na vaga aberta pela expulsão de Alex Fraga. O zagueiro Rhodolfo, que desfalcou o Atlético nas últimas três rodadas, está liberado, mas perdeu a posição com a ?aposentadoria? do 3-5-2 e fica no banco de reservas.

Roberto Fernandes ainda mantém uma dúvida no ataque. Wallyson é o favorito para formar a dupla com Marcelo Ramos, mas Willian também está no páreo e pode ser a surpresa de última hora. Pedro Oldoni também estava cotado, mas ficará de fora mais uma vez.

A má fase do Goiás, que ainda não venceu no campeonato e está na zona de rebaixamento, não pode iludir os jogadores atleticanos. ?Vamos encontrar um adversário que vem disposto a não perder. São sete rodadas que o Goiás não vence, mas três que não perde. Vai procurar dificultar ao máximo?, alerta o treinador.

Cabe agora aos jogadores conciliar a obrigação da vitória com a tranqüilidade para superar um adversário que certamente virá a Baixada fechado na defesa e explorando os erros do Furacão. ?Temos que buscar o resultado positivo. Dentro de casa, nossa obrigação é vencer. Mas temos que ter tranqüilidade e colocar em prática o que fizemos nos treinamentos. Assim a vitória irá aparecer?, aposta Alan Bahia.

BRASILEIRO ­ SÉRIE A

5ª rodada

ATLÉTICO x GOIÁS

ATLÉTICO

Vinícius; Nei, Danilo, Antônio Carlos e Piauí; Valencia, Alan Bahia, Irênio e Netinho; Wallyson (Willian) e Marcelo Ramos.

Técnico: Roberto Fernandes.

GOIÁS

Harlei; Vitor, Henrique, Ernando e Fabinho; Amaral, Ramalho, Felipe e Paulo Baier; Anderson Aquino e Schwenck (Rinaldo).

Técnico: Vadão

SÚMULA

Local: Joaquim Américo

Horário: 16h

Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)

Assistentes: Márcio Luiz Augusto (SP) e Marcelino Tomaz de Brito Neto (SP)