Com vários desfalques e jogando fechado ? o técnico Antônio Lopes entrou com três zagueiros ? o Atlético não conseguiu segurar o líder do Campeonato Brasileira da Série A e perdeu o jogo por 2 a 0, na noite deste sábado (7), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela décima rodada.

O início do jogo deu mostras que o Botafogo teria muitas dificuldades para furar a retranca armada pelo Atlético, mas a zaga rubro-negra começou a falhar e os lances agudos do time carioca foram aparecendo, principalmente com Dodô, Lúcio Flávio e Zé Roberto. E o gol do Botafogo saiu justamente de uma entregada de bola de Alex, que perdeu para Zé Roberto, o meia foi na linha de fundo, cruzou rasteiro, Dodô fez o corta-luz e a bola sobrou livre para Lúcio Flávio, que encheu o pé no canto esquerdo de Guilherme, que nada pôde fazer. Mesmo tomando o gol, o time atleticano não se abriu e o Botafogo teve muita paciência para chegar ao ataque. Aos 28 minutos, em cobrança de falta de Juninho, a bola explodiu no travessão de Guilherme.

O Atlético foi se soltando aos poucos e só conseguiu levar perigo à meta de Júlio César aos 36 minutos. Alan Bahia cobrou falta, a bola passou por todos e o goleiro botafoguense afastou, já que Pedro Oldoni aparecia livre para cabecear. O alvinegro carioca voltou a levar perigo aos 40 minutos. Após cobrança ensaiada de falta, Lúcio Flávio chutou colocado, o goleiro atleticano foi obrigado a se esticar todo para evitar o segundo gol carioca. O Atlético deu o troco e dois minutos depois Danilo perdeu gol incrível.

Aos 44 minutos a zaga atleticana falha novamente, Jorge Henrique recupera a bola e toca para Dodô, o atacante dribla o zagueiro atleticano, mas chutou fraco.

Mudanças e apatia

Antônio Lopes voltou para o segundo tempo com uma modificação, o técnico atleticano sacou Pedro Oldoni para promover a estréia de Marcelo Madureira. A mudança não surtiu efeito e o segundo tempo da equipe paranaense foi de uma apatia incrível, tanto que o time deu apenas um chute ao gol de Júlio César.

Por outro lado, o Botafogo também encontrava dificuldades para achar espaços para ampliar o placar, que acabou acontecendo aos 21 minutos. Dodô recebe na área e toca para Joílson, que gira em cima da zaga atleticana e bate no canto esquerdo de Guilherme.

O técnico atleticano ainda colocou Cristian e Rogerinho nos lugares de Alex e Dinei, respectivamente, mas de nada adiantou.

Com 2 a 0 no marcador e um adversário que não levava preocupação, o Botafogo diminuiu o ritmo, tanto que só voltou a levar perigo à meta atleticana aos 36 minutos. A partir daí o time carioca gastou o tempo e fez a festa da torcida presente no Mane Garrincha, tocando bola.

O lampejo do Atlético veio aos 46 minutos finais. Marcelo Madureira carregou a bola, ninguém apareceu para interceptá-lo e ele chutou forte, para ótima defesa do goleiro botafoguense.

Esta foi a terceira derrota do Atlético, a primeira sobre o comando de Antônio Lopes e o time permanece com 13 pontos ganhos. Já o Botafogo chegou aos 24 pontos e permanece na liderança isolada e invicta.

O Atlético volta a campo na próxima quinta-feira (12) quando terá pela frente o Vasco da Gama, em São Januário.