O Paysandu será o próximo adversário do Atlético na terceira fase da Copa do Brasil. O clube paraense recuperou a vaga no tapetão, depois do julgamento realizado ontem pelo pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O tribunal acatou a denúncia do Papão, que acusou o Naviraiense de utilizar irregularmente os jogadores Bahia e Paulo Sérgio, que tinham contratos empregatícios expirados com o clube do Mato Grosso do Sul, e atuaram nos confrontos contra o Paysandu.

Foram julgados seis recursos do caso – três do time de Belém-PA e dois da procuradoria do STJD. “Na realidade o resultado das primeiras estâncias tinha sido um absurdo. O Naviraiense havia realizado uma operação irregular. Eles tinham aplicado um recurso de defesa baseando-se no artigo 41 do regulamento geral das competições da CBF, como se estes jogadores fossem renovar o contrato, quando na verdade os jogadores ainda não possuíam os contratos”, ressaltou o procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt.

Com a sentença do pleno, estão revogados os julgamentos anteriores, que favoreceram ao Naviraiense. O clube sul-matogrossense ainda terá de pagar multa no valor de R$ 3 mil. No campo, o Paysandu venceu o primeiro jogo por 1 x 0 e perdeu em Belém, por 2 x 0, o que lhe custou a vaga no critério técnico – classificação agora confirmada pelo STJD.

Com a decisão, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) será notificada e deverá incluir o Paysandu na terceira fase da Copa do Brasil. O primeiro jogo contra o Atlético deverá ocorrer no dia 18 de julho, às 21h50, no Mangueirão, em Belém-PA. A volta acontecerá às 21h, do dia 25 de junho, na Vila Capanema.