Valquir Aureliano
Alan Bahia volta à equipe
titular contra o Fortaleza.

O pijama está ficando até furado de tanto ser usado pelo Atlético no Campeonato Brasileiro. Se na Arena da Baixada o Furacão é quem manda, fora as coisas são bem diferentes. Até agora o Rubro-Negro somou modestos 19% de aproveitamento quando atuou em território inimigo. Por isso, o time tenta vencer o Fortaleza hoje às 20h30, no Castelão, para mudar esse panorama e deixar de ser um dos mais ?amigáveis? visitantes da competição.

Até aqui, no nacional, o time comandado por Evaristo de Macedo ocupa apenas a 20.º colocação quando o assunto é conquistar pontos fora de casa. À frente de Paysandu e Flamengo, apenas. Os 19% de aproveitamento vieram de vitórias sobre o Galo e a Ponte Preta e empates contra Flamengo e Palmeiras. Muito pouco para quem é vice-campeão da Copa Libertadores da América. Afinal, há 42 dias o Rubro-Negro não conquista nada longe do bairro Água Verde.

Por isso, o pensamento dos jogadores para encarar o Tricolor do Pici é um só: trazer, pelo menos, um ponto do Castelão. ?A gente tem esse problema fora de casa e sabe que o Fortaleza é um jogo muito difícil. Eles têm um ótimo aproveitamento dentro de casa, que torna a nossa missão mais difícil?, analisa o zagueiro Paulo André. O goleiro Tiago concorda com o companheiro. ?Dentro de casa, estamos mostrando um bom futebol e, fora, estamos deixando a desejar. Então, vamos em busca desses três pontos?, destaca o arqueiro.

Já o técnico do Rubro-Negro projeta uma melhora na atuação da equipe contra os comandados de Hélio dos Anjos. ?Jogar bem é possível. Agora, ganhar não dá para dizer. O que nós queremos é fazer uma boa apresentação. Se a gente conseguir isso, ficaremos mais próximos da vitória contra o Fortaleza?, apontou Evaristo. Depois da estréia dele contra o Flamengo, o novo técnico do Atlético faz sua primeira partida fora de casa pelo clube.

Futebol à parte, a numerologia também não ajuda quando o assunto é jogos na capital cearense. Nas duas vezes que enfrentou o Fortaleza no Nordeste, o Furacão não conquistou nada, nem um pontinho. Em 1975, perdeu por 2 a 1 e, em 2003, foi derrotado por 1 a 0. Na história dos Brasileirões, foram três confrontos. Tirando essas duas derrotas, o Rubro-Negro venceu o outro jogo por 4 a 0, mas na Arena.

Time tem volta de Alan Bahia e Lima

O volante Alan Bahia e o atacante Lima deverão ser as grandes novidades do Atlético para enfrentar o Fortaleza, hoje, às 20h30, no Castelão. Os dois estão recuperados de lesões e só dependem da definição do técnico Evaristo de Macedo para entrarem na partida contra os cearenses. A outra novidade será o lateral-direito André Rocha, que entra no lugar de Jancarlos, suspenso. O meia Ferreira está servindo a seleção da Colômbia e é outro desfalque.

No trabalho realizado ontem à tarde num centro de treinamento na capital do Ceará, o técnico Evaristo de Macedo usou André Rocha no lugar de Jancarlos e Lima no lugar de Ferreira. Mesmo assim, ele ainda não admitiu que esta será a formação titular contra o Tricolor do Pici. O treinador diz estar em dúvida e fala na possibilidade de Ticão e Juliano, respectivamente, também serem utilizados. De acordo com Lima, a lesão no joelho já não incomoda mais e ele quer ir para o jogo, mesmo recuado na meia-cancha.

A única certeza é que o ataque será mantido mais uma vez. Mesmo recuperado de lesão e depois de ter atuado 19 minutos contra o Flamengo, Dagoberto continuará no banco de reservas. A tendência é que ele atue na segunda etapa e ganhe mais ritmo para ser titular contra o Brasiliense. Assim, Aloísio e Finazzi serão mantidos. Já no setor de marcação, Alan Bahia volta ao time após uma lesão no púbis. Dessa forma, André Conceição volta ao banco de reservas.

CAMPEONATO BRASILEIRO
30.ª Rodada
Local: Castelão (Fortaleza)
Horário: 20h30
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e Nílson Alves Carrijo (DF)
TV: Premiere

Fortaleza x Atlético

Fortaleza
Bosco; Chiquinho, Alan, Ronaldo Angelim e Marquinhos; Erandir, Hernani, Mazinho Lima e Lúcio; Rinaldo e Alex Afonso. Técnico: Hélio dos Anjos

Atlético
Tiago Cardoso; André Rocha, Danilo, Paulo André e Marcão; Alan Bahia, Cristian, Evandro e Lima (Juliano); Aloísio e Finazzi. bEvaristo de Macedo