A derrota para o Criciúma, quarta-feira passada, no Heriberto Hülse, reascendeu o sinal de alerta do Atlético. Nada que seja muito preocupante, afinal, só diminuiu a diferença na classificação do Campeonato Brasileiro para seus concorrentes na luta por uma das vaga na Libertadores da América do ano que vem.

Mas, apesar disso, o Furacão trata como uma decisão a partida de hoje, às 19h30, contra o Botafogo, no Maracanã. Um novo revés no Rio de Janeiro pode fazer a diferença cair para apenas um ponto em relação ao quinto colocado, que é justamente o time botafoguense. Por outro lado, uma vitória sobre a equipe carioca deixará o Rubro-Negro ainda mais perto do seu objetivo faltando três rodadas para o final do Brasileirão.

Contra o Botafogo é um jogo decisivo, uma final pra nós. Eles vão jogar a sorte e querem somar pontos. É um adversário que briga diretamente com a gente. Vamos fazer os ajustes necessários para que o Atlético esteja mais forte, para buscar a vitória e ficar mais perto da nossa vaga na Libertadores dentro do Campeonato Brasileiro’, frisou o técnico Vagner Mancini.

Mudanças

Depois de poupar praticamente meio time na derrota diante do Criciúma, o Atlético terá apenas duas baixas para o compromisso contra o Botafogo, no Maracanã, ambas no meio de campo. No setor de contenção, o volante Deivid levou o terceiro cartão amarelo diante do Criciúma e terá que cumprir suspensão automática. Com isso, Bruno Silva deve ser o companheiro de João Paulo no setor de marcação.

Na criação, Paulo Baier, depois de atingir a marca do centésimo gol na era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro, será poupado para o primeiro jogo da final da Copa do Brasil, quarta-feira, diante do Flamengo, na Vila Capanema. Com isso, além da volta de Everton, que foi poupado contra o Criciúma, brigam pela outra vaga Zezinho e Fran Mérida.

A defesa, que contra o time catarinense voltou a sofrer gols depois de quatro jogos, ganhará dois importantes reforços. O lateral-direito Léo, que não atuou contra o Criciúma, deve substituir Jonas. Manoel, depois de cumprir suspensão, reassume a posição na vaga de Dráusio para fazer dupla com Luiz Alberto.

O ataque também terá boas novidades contra o Botafogo. Os atacantes Marcelo e Éderson, que cumpriram suspensão diante do Criciúma, foram relacionados para o jogo e, se não forem poupados, deverão formar a dupla ofensiva para encarar o time botafoguense.

Opções

Para o setor, o técnico Vagner Mancini conta com outras opções no banco de reservas. Mesmo com as fracas atuações diante do Criciúma, no meio de semana, os atacantes Dellatorre e Roger correm por fora por um lugar no time titular diante do Botafogo para, quem sabe, encaminhar de vez a vaga na Libertadores da América do ano que vem sem precisar contar com a Copa do Brasil.