No chamado jogo de seis pontos, o Atlético levou a pior diante do Goiás. O rubro-negro, que fez uma boa exibição no segundo tempo, perdeu para o alviverde goiano por 3 a 2. O resultado mantém o clube na quinta colocação, fora do G4 dos times da Segundona que brigam para voltar para a Primeira Divisão.

O início do jogo foi desastroso para o time paranaense. Logo com dois minutos, o atacante Walter acertou um belo chute e abriu o placar. Atordoado, o Atlético demorou um pouco para se acertar em campo e, no momento em que criava boas chances, veio outra ducha de água fria. O zagueiro Valmir Lucas subiu mais que os defensores atleticanos e ampliou o marcador aos 25 minutos do primeiro tempo.

Reação e cochilo

Quem apostava que o Atlético continuaria falhando no segundo tempo acabou se enganando. O time voltou melhor e dominava a partida e logo com cinco minutos, o meia João Paulo acertou um belo chute de longa distância e diminui a diferença.

Animado, o Atlético começou a realizar diversas blitze na área dos donos da casa, que pouco incomodava o goleiro Weverton. De tanto insistir, o Atlético chegou ao empate. Lançamento para Marcelo nas costas de seu marcador. O meia invadiu a área e, com calma, bateu na saída de Harlei.

Curioso que, após o gol, o rubro-negro puxou o freio de mão e começou a ceder espaços para o Goiás, que passou a dar trabalho para a marcação atleticana. Quando tudo se encaminhava para o empate, Ricardo Goulart, aos 41 minutos, fez uma boa jogada individual e fuzilou o goleiro Weverton, dando números finais ao jogo.

O próximo compromisso do Atlético será no Janguito Malucelli contra o Ceará, que venceu em casa o Joinville por 4 a 3.