Depois de dar um passo importante para se garantir na Libertadores 2014 via Campeonato Brasileiro, o Atlético troca o chip e volta a pensar na Copa do Brasil. Se quiser decidir o torneio pela primeira vez, o Rubro-Negro tem o histórico da competição a seu favor. Entre 1989 e 2012, nos 48 duelos travados na semifinal da Copa do Brasil, em 26 o time que fez o resultado positivo no primeiro jogo conseguiu sustentar a vantagem na partida de volta e, consequentemente, a classificação para a decisão.

Nos outros 22 confrontos na história das semifinais da Copa do Brasil, os times que perderam na partida de ida conseguiram reverter a vantagem. Dentre essas equipes que conseguiram ir à decisão do torneio, depois de perderem o primeiro duelo, está o Grêmio – adversário do Furacão na edição de 2013 e “campeão” em reverter resultados adversos na história das semifinais da competição nacional.

Das dez vezes em que chegou à semifinal da Copa do Brasil, em cinco o tricolor gaúcho conseguiu a classificação para a final revertendo a vantagem construída pelo rival na partida de ida. Em 1989, 1993 e 1995, o time gremista desfez a vantagem do Flamengo nos duelos de volta. Em 1994, a equipe gaúcha passou pelo Vasco e, em 1991, o Grêmio fez o resultado positivo na partida de volta diante do Coritiba.

Das outras cinco oportunidades que o Grêmio chegou entre os quatro melhores times da Copa do Brasil, em três vezes foi eliminado e não chegou à decisão. Somente uma vez a equipe gaúcha experimentou do seu próprio veneno e deixou o torneio depois de conquistar uma vitória no duelo de ida. Aconteceu em 2010, quando bateu o Santos na primeira partida por 4 x 3 e perdeu o jogo de volta por 3 x 1. As outras duas eliminações aconteceram para o Palmeiras e, em ambas, o alviverde paulista confirmou, no duelo de volta, a vantagem adquirida no primeiro confronto das semifinais.

No retrospecto recente da fase semifinal da Copa do Brasil, entre os times que largaram em desvantagem no primeiro jogo da semifinal do torneio e conseguiram ir à final está o Coritiba. Depois de perder por 1 x 0 para o São Paulo, em 2012, fez 2 x 0 no duelo de volta e garantiu presença na decisão. Em 2011, as duas semifinais apresentaram a mesma história. Coritiba e Vasco empataram os jogos de ida e venceram as partidas de volta, contra Ceará e Avaí.