Depois de 17 anos, Atlético e Fluminense voltam a se enfrentar em um desafio eliminatório. A única vez que isso aconteceu foi pelo Campeonato Brasileiro de 2001, quando o Furacão levou a melhor ao bater o time carioca por 3×2 e seguir rumo ao título da competição.

+ Leia também: Furacão focado no grande jogo do ano na Arena

Além disso, uma outra coincidência com aquele ano é que o duelo é válido pela semifinal da competição. Já a diferença é que, desta vez, os confrontos são de ida e volta, enquanto em 2001 era jogo único.

De qualquer maneira, certamente a partida desta quarta-feira (7), às 21h45, na Arena da Baixada, trará um sentimento diferente para os atleticanos. Uma nostalgia daquela época. Os times são completamente diferentes, a realidade é outra. Até mesmo o estádio, embora seja o mesmo palco, já não é mais o mesmo. Ainda assim, resgatar aquele feito de 17 anos atrás fará parte da preparação de todos.

+ Mais na Tribuna: “CBF não vai deixar o Atlético jogar a Libertadores”, dispara dirigente

Segundo colocado da primeira fase daquele Brasileirão, o Furacão chegou à semifinal após eliminar o São Paulo e tinha pela frente um Fluminense que havia ficado em terceiro e passou na prorrogação pela Ponte Preta nas quartas. O jogo na Arena foi cheio de tensão e emoção.

O Flu saiu na frente com Magno Alves, mas Alex Mineiro, em tarde inspirada, empatou e virou o placar. Os cariocas voltaram a deixar tudo igual, novamente com Magno Alves. Mas Alex Mineiro, já aos 44 da etapa final, fez o terceiro do Rubro-Negro e a Arena explodiu.

Desta vez, um 3×2 em casa não seria o resultado ideal para o Atlético, mas vencer assim certamente trará confiança par o jogo de volta, que só acontecerá no dia 28, no Maracanã. De qualquer forma, encarar o Fluminense em um mata-mata é motivo de orgulho para os atleticanos.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!