Campeão paranaense em 2018, o Atlético comemorou na Arena da Baixada a conquista que coroou a bela campanha do time ao longo da competição. Em um estádio com um bom público presente – 25.721 pessoas acompanharam a partida -, o Furacão fez 2×0 em cima do Coritiba, reverteu o placar negativo de 1×0 que tinha sofrido no jogo de ida, e levantou a taça.

Destacando a grande presença da torcida, o zagueiro Léo Pereira agradeceu o apoio que veio das arquibancadas e ressaltou a ‘trégua’ entre diretoria e organizadas, pelo bem do clube.

“Quero agradecer essa torcida maravilhosa que sempre nos apoiou. A gente tem que fazer as pazes com a torcida. Não é bom nem pra diretoria, nem pra torcida. A torcida nos empurrou hoje, veio nos empurrando desde o aquecimento. Fomos merecedores desse título. Estamos desde dezembro trabalhando forte para isso”, disse ele.

A importância da presença da torcida também foi ressaltada pelo meia Matheus Anjos, que reforçou que a Arena está voltando a ser o Caldeirão de sempre.

“A torcida do Atlético em todo esse tempo é conhecida pela força que tem aqui. O adversário treme e tem que ser assim. Hoje a torcida fez um espetáculo muito bonito”, falou o atleta, que entrou no grupo apenas no segundo turno, mas ressaltou que a união do elenco foi essencial para a conquista.

“Estou muito feliz. Infelizmente não joguei o primeiro turno, mas vim pro segundo turno para fazer a diferença. O grupo está junto, está unido, não tem vaidade. Além disso, a mescla dos jovens com a experiência fez a diferença”, comentou.

Um dos destaques em todo o campeonato, o volante Bruno Guimarães foi mais uma vez decisivo ao marcar o primeiro gol do clássico e amenizar a pressão por conta da necessidade de reverter o placar.

“Estou muito feliz. Na hora do lance eu tive muita calma para driblar (o marcador) e fazer (o gol)”, contou.
Responsável por comandar a campanha do time no Estadual, o técnico Tiago Nunes não conteve a emoção e comemorou muito a conquista, fechando sua participação no grupo profissional se sentindo realizado.

“Me peguei sonhando acordado com esse título por diversas vezes quando ia para os treinos. Sonhei e fiquei feliz. Estou vivendo um sonho”, contou o treinador.